Você está aqui: Página Inicial / Esportes / jogos-olimpicos / Dilma: escolha do Rio é o reconhecimento do papel do Brasil no mundo e na Amércia Latina

Dilma: escolha do Rio é o reconhecimento do papel do Brasil no mundo e na Amércia Latina

por Isabela Vieira publicado , última modificação 02/10/2009 16h07

Rio de Janeiro - A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse há pouco que a escolha do Brasil para a sede das Olimpíadas de 2016 demonstra que o país alcançou um patamar de reconhecimento internacional e de seu papel na América Latina.

“As forças do povo da cidade, do estado, e o fato de o país estar mudando é um sinal dos tempos. Mostra que o país, em definitivo, conquistou um patamar na América Latina, reconhecimento internacional de que, acima dos nossos problemas, os outros países possam ver nossas realizações e nosso potencial”, afirmou.

A ministra também destacou a importância da articulação feita pelo presidente Lula em favor da candidatura do Rio. Ela enfatizou que não é o caso de os brasileiros demonstrarem soberba, mas, antes de tudo, humildade. “Sem sombra de dúvida, está reconhecida a liderança do presidente Lula. Não vamos esquecer que ele é o cara”, disse, imitando a frase do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, dita em reunião do G20 (grupo das maiores economias mundiais), em abril passado, na cidade de Londres.

Para Dilma, o Brasil será uma potência na próxima década, com importante papel no esporte. Ao falar sobre os compromissos do Brasil com o COI, ela reiterou que o governo federal vai aplicar os recursos necessários à realização dos Jogos, que contarão com diversas fontes de financiamento, entre elas o Banco Nacional de Desenvolvimento BNDES.

Ela afirmou, ainda, que será criada uma comissão especial no âmbito da Controladoria Geral da União (CGU) para acompanhar a aplicação dos recursos e dar transparência aos gastos.

Sobre a cidade do Rio, a ministra destacou a beleza da cidade e o carisma do povo. “Uma cidade com charme, a beleza e o povo do Rio de Janeiro tem vocação especial para ser uma espécie de capital mundial”.

A ministra esteve no Hotel Copacabana Palace, zona sul do Rio, onde foi realizada uma festa para transmitir o anúncio do Comitê Olímpico Internacional (COI) da cidade-sede do Jogos Olímpicos de 2016. Ele estava acompanhada do ministro das Cidades, Márcio Fortes, e de autoridades locais do Rio.

Perguntada sobre a possibilidade de ser candidata à Presidência da República durante a Copa do Mundo de 2014, ela disse que tem certeza que “o governo Lula terá um representante”.

Fonte: Agência Brasil

registrado em: , ,