Você está aqui: Página Inicial / Esportes / 2012 / 05 / Criação de Dia Nacional traz avanço à cidadania do atleta paraolímpico

Criação de Dia Nacional traz avanço à cidadania do atleta paraolímpico

A data será comemorada anualmente no dia 22 de setembro
por lauany publicado 10/05/2012 16h25, última modificação 13/05/2012 16h13
A data será comemorada anualmente no dia 22 de setembro

Praticado em diversas modalidades, o esporte paraolímpico brasileiro tem colecionado bons resultados em competições internacionais (Foto: ©Arquivo CPB)

São Paulo – A Lei nº 12.622, que após ser sancionada pela presidenta Dilma Rousseff entrou em vigor na quarta-feira (9), instituiu o 22 de setembro como o Dia Nacional do Atleta Paralímpico. A criação da data é vista como uma oportunidade de colocar em evidência as necessidades, as reivindicações e a luta dos esportistas com deficiência

A ação foi elogiada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e por paraatletas de todo o país. O dia foi escolhido por ser a mesma data da criação do Comitê Paraolímpico Internacional (CPI), além de preceder o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, celebrado em 21 de setembro.

Segundo o deputado Eliene Lima (PSD-MT), autor da proposta, o projeto de lei surgiu por meio de conversas com paraatletas do estado do Mato Grosso, que sugeriram a criação da data para valorizar o trabalho dos atletas com deficiência. “A data é uma oportunidade muito importante para divulgar e prestigiar o trabalho dos paraatletas”, explica o parlamentar, lembrando que ainda há muito a fazer para que a sociedade possibilite a plena cidadania das pessoas com deficiência.

O vice-presidente do Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB) Mizael Conrado considera a celebração do 22 de Setembro um motivo de orgulho para todos os paraatletas. “A criação do Dia Nacional do Atleta Paraolímpico é importante porque, ao mesmo tempo que celebra um segmento do esporte brasileiro, também dá visibilidade a esse grupo de pessoas.”

Mizael explica ainda que a homenagem dá credibilidade ao trabalho e ao esforço das pessoas envolvidas com o setor, na medida que o governo expressa oficialmente seu reconhecimento pelas vitórias e resultados conquistados.

Anderson Ferreira, atleta paraolímpico da seleção brasileira de basquete adaptado, disse que “é gratificante ver que estão valorizando o nosso trabalho. Com a criação do nosso dia, conseguiremos mais visibilidade e apoio para o desenvolvimento do esporte paraolímpico.”

O Brasil Paraolímpico está entre as dez maiores forças mundiais. No último Panamericano, em Guadalajara, no ano passado, o Brasil ficou em primeiro lugar no quadro de medalhas. Os atletas conquistaram 81 de ouro, 61 de prata e 55 de bronze, totalizando 197 medalhas na competição.

Este ano, o primeiro Dia Nacional do Atleta Paraolímpico será comemorado duas semanas após os Jogos Paraolímpicos de Londres, que ocorrem de 29 de agosto a 9 de setembro.

 

registrado em: