Você está aqui: Página Inicial / Esportes / 2012 / 03 / Impasse continua, e votação da Lei Geral da Copa é novamente adiada

Impasse continua, e votação da Lei Geral da Copa é novamente adiada

Líderes da base aliada concordaram em retirar do texto qualquer referência a bebidas alcoólicas, o que contraria posição do relator
por Redação da RBA publicado , última modificação 14/03/2012 18h25
Líderes da base aliada concordaram em retirar do texto qualquer referência a bebidas alcoólicas, o que contraria posição do relator

 São Paulo – Ainda não foi desta vez que a Lei Geral da Copa (Projeto de Lei 2.330, de 2011) foi votada pelo plenário da Câmara dos Deputados. Os líderes da base aliada chegaram a um acordo para adiar a votação para a semana que vem. E também decidiram retirar qualquer referência a bebidas alcoólicas – o que contraria o texto do relator, deputado Vicente Candido (PT-SP), que incluiu dispositivo liberando a venda de cerveja em copos descartáveis durante a Copa do Mundo de 2014.

O líder do PT, deputado Jilmar Tatto, disse que o governo brasileiro não assumiu compromisso com a Federação Internacional de Futebol (Fifa) no sentido de liberar as bebidas. “Compete aos deputados decidir sobre o assunto”, afirmou.

Mais cedo, após reunião entre os líderes da base e o novo líder do governo, Arlindo Chinaglia (PT-SP) , o vice-líder do governo, José Guimarães (PT-CE), disse que os parlamentares tentavam construir um acordo para votar o projeto ainda hoje. Nesse sentido, haveria a possibilidade de o relator tirar o item sobre bebidas. "Esse não é um ponto central para o governo e não fazemos questão que ele esteja no texto”, comentou. Quanto a uma possível reação de insatisfação por parte da Fifa, o parlamentar afirmou que “o Congresso, e não a Fifa, deve decidir sobre a questão”.

Nesta sexta (16), o presidente da entidade, Joseph Blatter, estará no Brasil e será recebido pela presidenta Dilma Rousseff e pelo ministro do Esporte, Aldo Rebelo.

Com informações da Agência Câmara