Você está aqui: Página Inicial / Cultura / 2018 / 02 / Povo Sem Medo e movimento por moradia põem seus blocos na rua em São Paulo

Luta e folia

Povo Sem Medo e movimento por moradia põem seus blocos na rua em São Paulo

Iniciativa inédita da frente que reúne movimentos sociais e sindical, Bloco do Povo Sem Medo e Sem Vergonha desfila hoje (2) no centro. Amanhã é a vez do Bloco dos Sem Teto, da Frente de Luta por Moradia
por Redação RBA publicado 02/02/2018 12h08, última modificação 02/02/2018 12h24
Iniciativa inédita da frente que reúne movimentos sociais e sindical, Bloco do Povo Sem Medo e Sem Vergonha desfila hoje (2) no centro. Amanhã é a vez do Bloco dos Sem Teto, da Frente de Luta por Moradia
DIVULGAÇÃO/POVO SEM MEDO
bloco povo sem medo.jpg

Bloco terá discurso contra a reforma da Previdência e as restrições ao carnaval de rua determinadas por Doria

São Paulo – A Frente Povo Sem Medo desfilará pela primeira vez no carnaval de rua de São Paulo. Nesta sexta-feira (2), o Bloco Povo Sem Medo e Sem Vergonha sairá da Praça da República, no centro da capital, às 17h. 

Depois de pelos menos dois anos nas ruas de São Paulo em mobilizações contra o impeachment, contra as reformas do governo Temer e na luta pelo direito à moradia, a SP Sem Medo (seção da Frente Povo Sem Medo) avaliou que era importante ocupar os espaços também durante o carnaval. 

Segundo uma das organizadoras do bloco, a coordenadora da SP Sem Medo, Erika Sampaio, as marchinhas são paródias de temas tradicionais do carnaval que abordam, por exemplo, o aumento das passagens de ônibus e metrô, a privatização de equipamentos públicos pela gestão do prefeito João Doria (PSDB) e as mudanças nas aposentadorias propostas pelo governo Temer. 

"É importante que mesmo durante o Carnaval, no meio da alegria, a gente não esqueça que eles ainda estão tentando pautar a reforma da Previdência", diz Erika (confira a letra abaixo). Os organizadores sugerem que os foliões vistam suas fantasias com tons de lilás, roxo, vermelho e branco.

Outra motivação, segundo ela, é fugir dos temas mais usuais do carnaval, que, de maneira velada ou explícita, também favorecem o preconceito e a opressão. "A gente sabe que durante o carnaval os temas das marchinhas são muitas vezes machistas, de opressão ao corpo da mulher, e também homofóbicas. De forma mais divertida e alegre, a gente quer aproveitar o carnaval para pautar alguns temas políticos", afirma a organizadora. 

Já no sábado (3), a Avenida São João será tomada pelo Bloco dos Sem Teto, organizado pela Frente de Luta por Moradia. O evento no Facebook convida os foliões a "brincar o Carnaval e continuar a luta por moradia". A concentração será às 15h, em frente ao número 588 da avenida.

Confira a marcha do Povo Sem Medo:

A greve vai rolar
A Previdência não vou deixar acabar
Eu grito Fora Fora Temer
E luto até ele vazar
Quero me aposentar

Se a polícia por isso me prender
E na última hora me soltar
Eu grito Fora Fora Temer
Ninguém me para, ninguém me para