Você está aqui: Página Inicial / Cultura / 2016 / 04 / Grupo teatral NAC põe a educação pública em cena no palco da Funarte

Reflexão

Grupo teatral NAC põe a educação pública em cena no palco da Funarte

'DOC. Educação' traz argumentos dramatúrgicos criados a partir de entrevistas feitas pelo elenco com indivíduos inseridos no contexto da educação pública no Brasil. Peça fica em cartaz até 1° de maio
por Xandra Stefanel, especial para RBA publicado 05/04/2016 15h18, última modificação 05/04/2016 15h50
'DOC. Educação' traz argumentos dramatúrgicos criados a partir de entrevistas feitas pelo elenco com indivíduos inseridos no contexto da educação pública no Brasil. Peça fica em cartaz até 1° de maio
DIVULGAÇÃO
menino.jpg

'A greve dos professores, as ocupações das escolas e o desvio de verba da merenda deixaram mais evidente a pertinência dessa discussão'

O Núcleo de Artes Cênicas de São Paulo (NAC) apresenta gratuitamente até 1° de maio a peça DOC. Educação na Galeria Mario Schenberg do Complexo Cultural Funarte, na capital paulista. Dirigido pelos atores Lee Taylor e Hercules Morais, o espetáculo mergulha nas realidades do ensino público brasileiro. Esta é a segunda montagem do projeto Antologia Documental, do NAC, que é um espaço dedicado à pesquisa artística voltada para o “questionamento de paradigmas vigentes, tanto da linguagem cênica quanto das práticas humanas”.

Segundo os diretores, DOC. Educação é uma obra poético-documental realizada a partir do encontro e do diálogo com indivíduos inseridos no contexto da educação pública no Brasil. “O procedimento de pesquisa para criação dos espetáculos do projeto Antologia Documental do NAC tem como ponto de partida a realização de entrevistas pelo próprio elenco. DOC. Educação é a segunda peça deste projeto que se iniciou com DOC. (des)prezados, em 2014. A ideia de abordar a educação no espetáculo surgiu em janeiro de 2015, após a divulgação do novo slogan do governo federal, 'Brasil, pátria educadora'”, afirma Lee Taylor, coordenador do projeto e um dos diretores da peça.

Segundo ele, “um dos fatores preponderantes para a escolha e problematização do tema no espetáculo foi o interesse em analisar não só o contexto atual da educação pública, por meio de diferentes pontos de vista, mas, sobretudo, investigar as contradições e a singularidade da visão de mundo de cada entrevistado inserido nas instituições de ensino”.

O objetivo da peça é promover reflexões sobre as diferentes situações vivenciadas no contexto escolar. Não se trata, portanto, de “dar uma resposta, apresentar uma conclusão ou uma simples denúncia da situação emergencial da educação pública. O espetáculo pode ser entendido ao mesmo tempo como uma elegia à velha educação e uma homenagem àqueles que, apesar de todo o colapso do sistema educacional, fazem da escola um espaço absolutamente necessário à formação do sujeito e alimentam a esperança de uma nova era na educação pública brasileira”, declara Taylor.

O Núcleo de Artes Cênicas de São Paulo promove anualmente desde 2014 cursos gratuitos de atuação teatral. Cada um dos 20 participantes do primeiro módulo do curso entrevistou cerca de três pessoas ligadas diretamente a uma instituição pública de ensino e, ao final dessa etapa, dez pessoas foram selecionadas para formar o elenco de DOC. Educação.

“Assim que iniciamos as entrevistas nos deparamos com a greve dos professores e, durante a pesquisa para a construção do espetáculo, vivenciamos, entre outras situações, as ocupações das escolas e o desvio de verba da merenda escolar, o que deixou mais evidente a urgência, a pertinência e a necessidade de discussão do tema”, declara Lee Taylor.

O espetáculo será apresentado todas as sextas e sábados, às 21h, e aos domingos, às 20h, na Galeria Mario Schenberg do Complexo Cultural Funarte, nos Campos Elíseos, em São Paulo.

DOC. Educação
Quando: até 1º de maio
Às sextas e sábados, às 21h, e aos domingos, às 20h
Onde: Galeria Mario Schenberg do Complexo Cultural Funarte
Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos, São Paulo (SP)
Quanto: grátis

Ficha técnica
Realização: Núcleo de Artes Cênicas (NAC)
Coordenação: Lee Taylor
Direção: Hercules Morais e Lee Taylor
Elenco: Bárbara Brisighello, Carol Tieghi, Carolina Rateiro, Diego Pinotti, Diyo Coêlho, Gabriela Antunes, Mariana Brand, Raquel Cantanho
Iluminação: Fran Barros
Direção de arte e produção: NAC
Fotos: Victor Iemini e Marcelo Villas Boas
Operação de som: Romário Lopes
Apoio institucional: Funarte, TUSP e Casa das Caldeiras
Duração: 80 minutos
Classificação etária: 14 anos