Você está aqui: Página Inicial / Cultura / 2016 / 02 / Grupo promove 1ª Mostra de Cinema da Mulher em Franco da Rocha

Cinema e feminismo

Grupo promove 1ª Mostra de Cinema da Mulher em Franco da Rocha

Entre os próximos dias 26 e 28, Coletivo Baciada das Mulheres do Juquery exibe filmes nacionais e internacionais que problematizam questões de gênero
por Xandra Stefanel, especial para RBA publicado 22/02/2016 08h54, última modificação 22/02/2016 14h55
Entre os próximos dias 26 e 28, Coletivo Baciada das Mulheres do Juquery exibe filmes nacionais e internacionais que problematizam questões de gênero
Reprodução
Preciosa

Cena de 'Preciosa: Uma História de Esperança', que será exibido no sábado, às 20h, na Casa de Cultura

Na semana que antecede o 8 de Março, o Coletivo Baciada das Mulheres do Juquery realiza a 1ª Mostra de Cinema da Mulher, em Franco da Rocha (região metropolitana de São Paulo). De sexta-feira a domingo (26 a 28), o grupo vai exibir dois documentários e dois filmes de ficção que discutem a situação da mulher na sociedade, além de promover debates sobre as obras.

A programação da mostra será aberta na sexta-feira, às 20h, em frente à Casa de Cultura de Franco da Rocha, com o documentário No Devagar Depressa dos Tempos, da diretora Eliza Capai. O curta-metragem de 10 minutos conta a história de mulheres de Guaribas, uma cidadezinha no sertão do Piauí, onde a chegada dos benefícios do programa Bolsa Família tem promovido pequenas revoluções nas famílias.

Em seguida, será exibido o documentário Virou o Jogo: A História de Pintadas, de Marcelo Villanovas. Lançado em 2012, o curta resgata a trajetória das mulheres de Pintadas, no semiárido baiano, que, cansadas de tanto sofrer com o machismo, se organizaram para mudar os hábitos locais. O primeiro dia da mostra será fechado com uma roda de bate-papo com a jornalista Jéssica Moreira, do Coletivo Nós, Mulheres da Periferia, e com show do grupo de hip hop Odisseia das Flores.

No sábado (27), será exibido o longa-metragem de ficção Preciosa – Uma História de Esperança, de Lee Daniels. Clareece Preciosa Jones (Gabourey Sidibe) é uma afro-americana de 16 anos que sempre teve uma vida cheia de privações e abusos, no Harlem, em Nova York. Pobre, analfabeta, negra, obesa e sem amor, ela precisa lutar muito para superar sua dor. O drama será seguido de um debate com a cineasta Dandara Gomes.

O terceiro dia da mostra terá a exibição do longa-metragem romeno 4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias, de Cristian Mungiu, sobre a trágica história de duas estudantes que tentam praticar aborto ilegalmente, durante o governo do ditador comunista Nicolae Ceausescu, no final da década de 1980. A programação será fechada com um bate-papo entre o público e a roteirista e pesquisadora Iana Cossoy.

Segundo Mariana Moura, uma das produtoras e curadoras do evento, a 1ª Mostra de Cinema da Mulher tem o objetivo de promover o encontro de mulheres com produções audiovisuais que problematizam diversas questões e opressões com as quais elas convivem diariamente. "A ideia é que esse evento contribua com nosso processo de desconstrução e também que, com as rodas de bate-papos, possamos nos fortalecer na luta feminista. Desde agosto do ano passado, nosso coletivo feminista vem pensando em ações e meios de expandir o diálogo entre nós, mulheres periféricas."

O Coletivo Baciada das Mulheres do Juquery realiza reuniões quinzenais para discutir e desenvolver eventos com foco em questões de gênero. "Temos pensado em eventos que de fato contribuam com nossas vidas e que visam trasformar a realidade das mulheres tanto na nossa região, quanto no Brasil. A intenção é que nos demos as mãos e encontremos em outras mulheres inspiração e força para transformar nossas dores", declara Mariana.

A participação na mostra é aberta e gratuita, mas as organizadoras salientam que "não serão tolerados racismo, transfobia, lesbofobia, bifobia, gordofobia e nenhum tipo de discurso de ódio."

1ª Mostra de Cinema da Mulher em Franco da Rocha
Sexta, dia 26/2, às 20h, no calçadão em frente à Casa de Cultura
No Devagar Depressa dos Tempos
Virou o Jogo: a história de pintadas
Roda de conversa com Jéssica Moreira, do Nós, Mulheres da Periferia
Show de encerramento com Odisseia das flores
Sábado, dia 27/2, às 20h, na Casa de Cultura
Preciosa: uma história de Esperança
Bate-papo sobre o filme com Dandara Gomes
Domingo, dia 28/2, às 18h, na Casa de Cultura
4 meses, 3 semanas e 2 dias
Bate-papo sobre o filme com Iana Cossoy
Onde: Rua Doná Amália Sestini, 200-348, Vila Vera Cruz, Franco da Rocha (SP)

Ficha técnica
Produção e curadoria: Luciene Costa, Mariana Moura, Maira Machado, Meire Ramos e Rute Guedes
Recepção: Maira Machado
Material gráfico: Mariana Moura
Fotografia: Mariana Lima e Meire Ramos
Vídeos: Mariana Moura
Alimentação: Luciene Costa e Rute Guedes
Técnica de som: Natalia Benite e Raisa Rocha
Técnica de luz: Thatiana Moraes
Trilha sonora: Helen Cristina e Maira Machado
Divulgação: Baciada das Mulheres do Juquery e Secretaria Adjunta de Cultura de Franco da Rocha
Divulgação virtual: Baciada das Mulheres do Juquery e Ina Soares
Realização: Baciada das Mulheres do Juquery
Co-realização: Secretaria Adjunta de Cultura de Franco da Rocha
Apoio: Associação Cultural Conpoema
Mais informações: www.facebook.com/baciadadasmulheres