Você está aqui: Página Inicial / Cultura / 2015 / 08 / Após 61 anos, estúdios da Vera Cruz em São Bernardo vão voltar a funcionar

renasce uma estrela

Após 61 anos, estúdios da Vera Cruz em São Bernardo vão voltar a funcionar

Parceria da iniciativa privada e a prefeitura de São Bernardo devolve à população o pavilhão Vera Cruz, marco do cinema brasileiro
por Redação RBA publicado 07/08/2015 12h26, última modificação 07/08/2015 17h03
Parceria da iniciativa privada e a prefeitura de São Bernardo devolve à população o pavilhão Vera Cruz, marco do cinema brasileiro
reprodução/TVT
Vera Cruz

Com área total de 46 mil metros quadrados, estudos da Vera Cruz serão revitalizados

São Paulo – Uma parceria entre iniciativa privada e a prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, vai devolver à população o pavilhão Vera Cruz. O espaço contará com teatro, sala de cinema digital, espaço de convivência e sete modernos estúdios. Os estúdios servirão para para gravações de comerciais, programas de TV e filmes para o cinema. A sede do Centro de Audiovisual de São Bernardo também funcionará no local. Na quarta-feira (5), foi realizado o evento de lançamento do projeto de revitalização.

Os estúdios surgiram em 1949, quando a TV ainda não tinha desembarcado no país, a partir do sonho do empresário Franco Zampari, amante da sétima arte. Foram dezenas de títulos produzidos no estúdio. Romances, comédias e até filmes premiados. O Cangaceiro ganhou como o melhor filme de aventura no Festival de Cannes de 1954, o mesmo ano em que o Vera Cruz faliu.

"A gente está recuperando não só essa história, mas estamos também fazendo com que a Vera Cruz volte a produzir", conta Sérgio Martinelli, coordenador do Centro de Audiovisual de São Bernardo.

O secretário de de Cultura de São Bernardo, Oswaldo de Oliveira Neto, diz que a importância do projeto vai além do resgate histórico, e traz novas possibilidades de trabalho para a cidade, com desenvolvimento de uma nova cadeia de audiovisual, contemplando também a formação de novos profissionais para atender às demandas do estúdio.

A primeira parte do projeto será entregue em 2016, e a conclusão está prevista para daqui a cinco anos, quando o acervo dos estúdios Vera Cruz estará totalmente digitalizado.

Confira a reportagem do Seu Jornal, da TVT: