Você está aqui: Página Inicial / Cultura / 2015 / 01 / Filme mostra o som e a tradição do repente na capital paulista

Campanha

Filme mostra o som e a tradição do repente na capital paulista

'Pé-de-Parede', de Benjamin Potet e Jesus Carlos, apresenta os repentistas que improvisam seus versos nos bares e esquinas da Grande São Paulo. Projeto está em fase de captação de recursos no Catarse
por Xandra Stefanel, especial para RBA publicado 18/01/2015 17h15
'Pé-de-Parede', de Benjamin Potet e Jesus Carlos, apresenta os repentistas que improvisam seus versos nos bares e esquinas da Grande São Paulo. Projeto está em fase de captação de recursos no Catarse
Divulgação
repente

Filme mostra cultura que poucos conhecem e aborda o preconceito e as condições de trabalho dos repentistas

São Paulo “O poeta repentista espera poder somente afinar a viola e quer ter a plateia de frente/ A televisão também precisa mostrar a gente”. O verso cantado em um bar da Bela Vista, em São Paulo, faz parte do documentário Pé-de-Parede, dirigido pelo francês Benjamin Potet e Jesus Carlos, fotógrafo colaborador da RBA. O filme, cujas gravações começaram em setembro do ano passado, registra, documenta e pretende divulgar o repente feito pela comunidade nordestina na capital paulista.

Segundo Jesus Carlos, a ideia de fazer um documentário sobre esta importante expressão da cultura popular e tradicional brasileira surgiu por acaso: “Perto de onde eu moro, aqui na Bela Vista, tem um bar e em uma das vezes que passei por lá, eu vi um cartaz na parede anunciando a apresentação de uma dupla de repentistas. Fazia muito tempo que eu não via repente, a última vez tinha sido em feiras, no Nordeste.” O fotógrafo ficou intrigado e foi descobrindo o rico universo dos repentistas em São Paulo e logo percebeu que o assunto renderia um filme. Apesar de ser uma arte nascida no Nordeste, ela conta com representatividade na capital paulista, cidade com uma enorme comunidade nordestina.

O que os diretores decidiram retratar no filme foi um tipo específico de repente: o pé-de-parede, expressão mais genuína desta arte tipicamente nordestina, apresentada pelos seus improvisadores nos bares e esquinas, ou seja, longe dos palcos. “O pé-de-parede nada mais é do que dois bancos, uma mesinha para eles deixarem uma bandeja para o pessoal financiar a apresentação e os repentistas encostados na parede, improvisando. Eles mesmos chamam esse tipo de apresentação de pé-de-parede”, afirma Jesus Carlos. A ideia é mostrar como é o trabalho destes artistas e a importância de seus apoiadores, conhecidos como apologistas, que acompanham os shows e financiam esta arte com doações.

Além de apresentar o trabalho e a tradição do Nordeste em São Paulo, o filme coloca em discussão a questão do preconceito. “Eles falam que existe um preconceito muito forte contra a cultura nordestina, que não há divulgação na imprensa da cultura do repente, falam sobre todas as dificuldades e que se não fossem os apologistas, eles não conseguiriam sobreviver... Nós abordamos tudo isso”, afirma o diretor. “Pelo menos o filme vai levantar a discussão sobre o preconceito, as condições de trabalho e vai apresentar essa cultura que quase ninguém conhece e que é muito refinada e cheia de códigos”, completa.

A equipe – composta pelos dois diretores, mais Felipe Pompêo, Homero Barreto e Bruno Barrio – começou as filmagens em setembro e, assim como os repentistas fazem em suas apresentações, está passando a bandeja no Catarse para captar recursos e finalizar o média-metragem que deve ter cerca de 25 minutos.

A intenção é que Pé-de-Parede seja lançado ainda no primeiro semestre deste ano e que conte também com um site que vai apresentar material inédito sobre o repente em São Paulo. “O site deve se tornar uma referência para essa arte e seus estudiosos e contribuir para divulgá-la além do alcance do filme”, almeja a equipe.

O projeto no Catarse pretende arrecadar R$ 9.897,00 para finalizar a obra e colocar o site no ar. Para isso, eles têm até dia 30 para alcançar o valor total, caso contrário todo o dinheiro arrecadado retorna aos doadores. Para contribuir, visite http://catarse.me/pt/pedeparede.

Pe-de-parede / Seja nosso apologista from Pé-de-parede on Vimeo.