Home Eleições 2018 ‘O Brasil acordou’, afirma o candidato Fernando Haddad ao votar em São Paulo
Esperança de virada

‘O Brasil acordou’, afirma o candidato Fernando Haddad ao votar em São Paulo

'Estou muito sensibilizado com as manifestações de apoio. A democracia é um patrimônio que precisa ser preservado. Confio na democracia e no povo brasileiro', afirmou Haddad logo após votar
Publicado por Redação RBA
10:58
Compartilhar:   
reprodução
Eleições Haddad vota

Fernando Haddad reafirma projeto democrático de nação, após registrar seu voto, em São Paulo

São Paulo — Defendendo a democracia e confiante na vitória, o candidato Fernando Haddad (PT) votou na manhã deste domingo (28) na capital paulista. Após depositar o voto na urna, ao lado da esposa Ana Estela, ele disse esperar que a eleição transcorra em clima de paz e tranquilidade, sem violência. 

“Tenho visto muitas pessoas indo às ruas para defender o Brasil e a democracia. Estamos com forte expectativa de alta. O que está em jogo hoje, é a democracia no Brasil”, afirmou Haddad, vestindo uma camiseta azul escuro e cercado de apoiadores — um pouco antes, Jair Bolsonaro (PSL) votou no Rio de Janeiro envolto num forte esquema de segurança e usando colete à prova de bala. 

“O país está numa encruzilhada. A nação está em risco, a democracia e as liberdades individuais estão em risco. Considero que o Brasil acordou e estou com esperança no resultado”, disse ele. 

Pesquisa Ibope divulgada neste sábado (27), mostrou uma nova redução da diferença de votos entre Jair Bolsonaro e o Fernando Haddad. Nos votos totais, a diferença caiu de 13% para 6%. O candidato do PSL tem 43% contra 37% do petista. Em relação aos votos válidos, Jair Bolsonaro tem 54% contra 46% de Fernando Haddad. 

Pelo Datafolha, o candidato do PSL oscilou de 56% para 55%, enquanto o presidenciável do PT foi de 44% para 45%, levando-se em conta os votos válidos. Nos votos totais, Bolsonaro tem 47% contra 39% de Haddad.

Ainda cabe sonhar

Do lado de fora da seção eleitoral, empunhando flores e guarda-chuvas coloridos, artistas e apoiadores da candidatura de Fernando Haddad (PT) fizeram uma manifestação com a música “Cantata para um Bastidor de Utopias”, que tem sido entoada em diversos atos nos últimos dias.

A canção é uma adaptacão da obra “Mariana Pineda”, escrita em meados de 1925 pelo espanhol Federico García Lorca, e que conta a história da jovem enforcada aos 26 anos por desafiar o poder do rei espanhol Fernando VII. Seu crime foi ter desafiado o autoritarismo da monarquia ao bordar uma bandeira para os liberais.

”Bordar, num pano de linho
Um poema tambor que desperte o vizinho.
Pintar, no asfalto e no rosto
Um poema alvoroço que adormeça a cidade.
Dançar com tamancos na praça
Cantar, porque um grito já não basta
Esfarrapados, banguelas e
Meninos de rua, poetas, babás.
Vistam seus trapos, abram os teatros,
É hora de começar:
Alerta, desperta, ainda cabe sonhar.
Alerta, desperta, ainda cabe sonhar.”

alertadesperta.jpg