baixarias

‘Guru’ de Bolsonaro usa livro de Haddad para espalhar fake news sobre incesto

'Filósofo' Olavo de Carvalho divulga em redes sociais que obra da Haddad, um estudo acadêmico de 1998, estimula o incesto. Após desmentido, post foi retirado, mas a mentira já havia feito estrago

jornal ggn/reprodução – © boitempo
fake bolsonaro

Bolsonaro tem sua campanha sustentada por boatos e fake news espalhadas pelas redes sociais, sobretudo o Whatsapp

São Paulo – O ex-astrólogo e guru da extrema-direita brasileira Olavo de Carvalho mostrou alinhamento com a avalanche de fake news do candidato nas eleições 2018 que representa sua ideologia: Jair Bolsonaro (PSL). Através das redes sociais, ele disse que o candidato do PT, Fernando Haddad, teria feito “apologia ao incesto” eu seu livro acadêmico “Em Defesa do Socialismo: Por ocasião dos 150 anos do Manifesto”, lançado em 1998 pela editora Vozes.

Olavo apelou em uma só mensagem para duas mentiras. Disse Olavo: “Ele (Haddad) defende a tese encantadora de que para implantar o socialismo é preciso derrubar primeiro o ‘tabu do incesto’. Kit gay é fichinha”. Porém, em seu livro, Haddad não defende incesto, e kit gay também é uma fake news reconhecida inclusive pela Justiça como tal.

O guru dos radicais percebeu seu erro gritante e apagou a mensagem. Fez, inclusive, uma mea culpa não muito clara. “Em sentido literal e material, não é exato o que escrevi às pressas num post que logo em seguida retirai de circulação.”

Mas o estrago já estava feito e mensagem já tinha viralizado e dado tema para mais uma penca de memes. A campanha de Bolsonaro segue sustentada por mentiras e boatos, passadas de forma muito veloz e sem nenhum senso crítico via redes sociais, em especial o WhatsApp.

Até mesmo um dos filhos de Bolsonaro, Carlos, o mesmo que divulgou uma imagem de um homem torturado e uma placa com a inscrição “#EleNão”, compartilhou a mentira de Olavo. “É ISSO QUE VOCÊ QUER VER GOVERNANDO SEU PAÍS?”, escreveu, em letras maiúsculas, uma clara exaltação ao ódio e rancor, que vem marcando a atuação da família Bolsonaro na política. Após seu “guru” reconhecer o erro, o filho de Bolsonaro também retirou sua postagem.

A verdade

A campanha de Haddad publicou uma resposta à mensagem de Olavo de Carvalho:

“Circula outra mentira na internet (alguém está contando?) tentando associar Fernando Haddad a práticas sexuais impróprias para crianças. A diferença é que esta mentira tem nome e sobrenome: foi espalhada pelo ‘filósofo’ Olavo de Carvalho (…) Isto não é verdade. O livro é uma extensa pesquisa na qual estão incluídos textos teóricos de revolucionários que citam táticas para modificar as sociedades”, afirma.

“Entre essas estratégias, alguns falam em subverter o conservadorismo ao dar maior liberdade sexual aos jovens. Tenha em mente que muitos destes textos foram escritos nas primeiras décadas do século XX, quando os costumes eram muito mais rigorosos. Isso poderia significar algo hoje corriqueiro, como sexo casual, um verdadeiro escândalo na época. NADA A VER COM INCESTO”, completa a nota do partido.

A editora Vozes também publicou uma nota sobre o caso, dizendo que as imagens que estão sendo divulgadas por apoiadores de Bolsonaro nas redes sociais sequer estão no livro de Haddad. “Não existe, neste livro publicado, o conteúdo que está sendo compartilhado nas redes sociais. As páginas que estão divulgando juntamente com a capa do livro que publicamos não pertencem à obra em questão.”