Home Eleições 2018 Datafolha em São Paulo: diferença cai, Doria tem 52% e França, 48%
Eleições 2018

Datafolha em São Paulo: diferença cai, Doria tem 52% e França, 48%

Pesquisas mostram distância menor no Rio, mas com vantagem de Witzel, e liderança folgada para Zemas em Minas e Ibaneis no Distrito Federal
Publicado por Redação RBA
18:39
Compartilhar:   
divulgação
marciodoria

A três dias da eleição, diferença entre o atual governador e o ex-prefeito caiu de 6 para 4 pontos

São Paulo – Pesquisa do Datafolha divulgada no início da noite desta quinta-feira (25) mostra que caiu a diferença entre João Doria (PSDB) e Márcio França (PSB) na disputa pelo governo de São Paulo. Agora, o tucano tem 52% dos votos válidos, enquanto o ex-governador figura com 48%, no limite da margem de erro. A distância se reduziu de seis para quatro pontos percentuais. O instituto divulgou ainda pesquisas sobre a eleição no Distrito Federal, em Minas Gerais e no Rio de Janeiro (confira os resultados abaixo).

Considerado o total de votos, o Datafolha registra empate técnico. O ex-prefeito caiu um ponto e foi para 43%, e França permaneceu com 40%. Votos em branco e nulos somam 9%, e os indecisos são 8%.

  • Os dois têm o mesmo índice de rejeição (42%). Mas sobe a 55% contra Doria na capital, caindo a 36% no interior. Contra França, é maior no interior (45%) do que na capital (36%).

    Segundo o Datafolha, foram ouvidos 2.394 eleitores, presencialmente, em 73 municípios, ontem e hoje. A margem de erro é de 2 pontos, para mais ou para menos. A pesquisa foi contratada pelo jornal Folha de S. Paulo e pela TV Globo.

    Rio de Janeiro

    No Rio, a diferença entre o ex-juiz Wilson Witzel (PSC) e o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) caiu 10 pontos percentuais em uma semana, mas continua grande. O primeiro segue na liderança, agora com 56%, enquanto seu adversário tem 44%. Antes, eles apareciam com 61% e 39%, respectivamente.

    Considerando os votos totais, Witzel passou de 50% para 47%. Paes foi de 33% para 37%. Em branco ou nulos somam 11%, enquanto 6% afirmam estar indecisos.

    A rejeição ao ex-prefeito segue maior: 52%. No caso de Witzel, é de 39%.

    Foram entrevistadas 1.481 pessoas, ontem e hoje. A margem de erro é de 3 pontos percentuais.

    Minas Gerais

    Em Minas, a distância também é menor, mas segue larga. O empresário Romeu Zema (Novo) está com 68% dos votos válidos, enquanto o senador e ex-governador Antonio Anastasia (PSDB) tem 32%. Na semana passada, eles apareciam com 71% e 29%.

    Nos votos totais, Zema foi de 58% para 56% e o tucano, de 24% para 26%. Em branco e nulos somam 9% (eram 10%), e os indecisos são 8% (9%).

    Anastasia é mais rejeitado do que Zema: 56% a 27%.

    O instituto ouviu 1.480 pessoas em 73 municípios. A margem de erro é de 3 pontos.

    Distrito Federal

    Na capital do país, o advogado Ibaneis (MDB) segue com liderança folgada, chegando a 74% dos votos válidos. O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) tem 26%. A oscilação foi mínima, já que há uma semana os candidatos tinham, respectivamente, 75% e 25%.

    Com os votos totais, Ibaneis foi de 65% para 64% e Rollemberg, de 22% para 23%. Votos em branco ou nulos são 9%, e 5% não souberam responder. Segundo a pesquisa, 84% dizem estar com a decisão tomada, enquanto 16% admitem mudar. 

    Rollemberg tem 63% de rejeição e Ibaneis, 24%.

    Foram ouvidas 1.512 pessoas, com margem de erro de 3 pontos.