educação

Após recuo em primeira indicação, Bolsonaro nomeia novo presidente do Inep

Marcus Vinicius Rodrigues, ex-professor da FGV, chefiará órgão responsável pelo Enem. Ele foi chamado no lugar de Murilo Resende Ferreira, ex-MBL

REPRODUÇÃO/YOUTUBE
Marcus Vinicius Rodrigues

Marcus Vinicius Rodrigues é bacharel em engenharia elétrica e eletrônica pela Universidade Federal do Ceará (UFC)

São Paulo – O ex-professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Marcus Vinicius Rodrigues foi nomeado presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), nesta terça-feira (22). A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União e assinada pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Ele entra no lugar do economista Murilo Resende Ferreira, ex-integrante do Movimento Brasil Livre (MBL) de Goiás, e defensor do Escola Sem Partido, que havia sido nomeado para o cargo pelo governo de Jair Bolsonaro, na semana passada. Porém, no dia 17 sua nomeação foi suspensa.

O novo presidente do Inesp é bacharel em engenharia elétrica e eletrônica pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Em seguida, cursou MBA em administração de empresas na Universidade Corporativa dos Correios. Rodrigues seguiu para a pós-graduação stricto sensu e tornou-se mestre também em administração (UFMG) e doutor em engenharia de produção (UFRJ).

Marcus Vinicius substitui Maria Inês Fini, que ocupava a presidência do Inep desde 2016. O órgão, vinculado ao Ministério da Educação (MEC), é responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

Maria Inês foi exonerada após declarações que desagradaram o presidente Jair Bolsonaro, que defendeu que o exame deve cobrar “conhecimentos úteis”, além de afirmar que exigiria acesso ao conteúdo da prova antes de ser aplicada.