Audiência pública

Estudantes, professores e funcionários discutem o futuro de USP, Unesp e Unicamp

Reunião articulada pelo Fórum das Seis busca pressionar os deputados estaduais paulistas a votar emendas que garantam mais repasses às universidades e ao Centro Paula Souza

TVT/Reprodução
LDO Universidades

Repasse feitos às instituições estaduais é o mesmo de 1995 e segundo representantes, não dá conta das demandas

São Paulo – Contra o desmonte do ensino público superior e pela aprovação de emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) em prol da universidades estaduais paulistas, o Fórum das Seis, órgão que reúne docentes, estudantes e funcionários de USP, Unesp e Unicamp e da instituição Centro Paula Souza, participou de audiência pública, nessa terça-feira (14), para pressionar os deputados da Assembleia Legislativa. Desde o primeiro semestre, o movimento reivindica mais recursos para as instituições.

Ao repórter Leandro Chaves, do Seu Jornal, da TVT, participantes da audiência denunciaram que as verbas destinadas hoje ao ensino superior não dão conta das demandas das instituições, que vêm enfrentando dificuldades como a precarização das condições trabalhistas dos funcionários e a redução de projetos de pesquisas, prejudicando de forma geral a qualidade do ensino.

Para o estudante da Universidade Estadual Paulista (Unesp) Guilherme Cortes, esse processo reflete o que considera como “crise de financiamento”. “Não é uma crise financeira porque não falta dinheiro, o que falta é financiamento adequado”, explica. Desde 1995, o montante repassado pelo governo do estado de São Paulo para as três universidades estaduais é de 9,57% da arrecadação do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviço (ICMS), percentual que se mantém mesmo com a ampliação das instituições.

As propostas de emendas à LDO de 2019 – que deveria ter sido votada em junho pelos deputados – ainda precisam ser analisadas pela Comissão de Finanças da Assembleia.

Assista à reportagem completa:

Leia também

Últimas notícias