Você está aqui: Página Inicial / Educação / 2014 / 06 / Segunda etapa do Pronatec terá mais 12 milhões de vagas a partir de 2015

ensino técnico

Segunda etapa do Pronatec terá mais 12 milhões de vagas a partir de 2015

Primeira do programa atingirá a marca de 8 milhões de matrículas até o fim deste ano, com investimento de R$ 14 bilhões do governo federal
por Redação da RBA publicado 18/06/2014 13h48
Primeira do programa atingirá a marca de 8 milhões de matrículas até o fim deste ano, com investimento de R$ 14 bilhões do governo federal
Roberto Stuckert Filho/PR
pronatec2.jpg

Na cerimônia, Dilma cumprimenta Cárita Cristiane Nepomuceno Almeida, técnica em edificação pelo Senai

São Paulo – A presidenta Dilma Rousseff  lançou na manhã de hoje (18), no Palácio do Planalto, a segunda etapa do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec 2.0), por meio da qual serão oferecidas 12 milhões de vagas em 220 cursos técnicos e 646 cursos de qualificação a partir de 2015. A primeira atingirá a marca de 8 milhões de matrículas até o fim deste ano, com investimento de R$ 14 bilhões do governo federal.

Dilma destacou que 12 milhões de vagas é um número viável porque o governo, com a primeira etapa, já teria construído a curva de aprendizado. "Nós, hoje, sabemos como se faz. Nós, hoje, podemos melhorar muito o Pronatec”, constatou. Para ela, a oferta dos cursos sem custo teve papel decisivo na quantidade de vagas preenchidas, além de ter sentido inclusivo social e econômico.

Qualidade dos cursos; parceria com o Sistema S (Senai, Senac, Senar e Senat) e institutos federais de educação; diversidade dos cursos técnicos e de qualificação profissional; e gratuidade dos cursos foram apontados pela presidenta como as características principais do Pronatec.

“O Pronatec é esse lugar especial onde se une social e econômico. Porque cada vez mais nosso país terá que ser integrado por técnicos, cientistas e pesquisadores. Mas temos que ter técnicos capazes de agregar valor ao produto e renda a família”, analisou Dilma.

Segundo o ministro da Educação, Henrique Paim, o Pronatec 2.0, vai ampliar a oferta de cursos voltados à formação empreendedora e à gestão para pequenos empresários. Ele explicou que o governo se articulou com Sebrae e outras instituições para trabalhar conteúdos específicos e ofertar cursos voltados para a questão de micro e pequenas empresas e para o Microempreendedor Individual (MEI).

Paim disse ainda que a segunda etapa dará continuidade à expansão das matrículas e irá organizar nacionalmente a trajetória de formação profissional. “Sabemos que a educação profissional no Brasil sempre foi relegada a segundo plano, fizemos um esforço expressivo e avançamos muito”, acrescentou.

O Pronatec foi criado em 2011 pelo governo federal com o objetivo de ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica.