Você está aqui: Página Inicial / Educação / 2014 / 02 / Em greve, alunos, professores e funcionários de Etecs realizam ato nesta sexta-feira

Paralisação

Em greve, alunos, professores e funcionários de Etecs realizam ato nesta sexta-feira

Até ontem, 108 das 266 escolas técnicas do estado aderiram à paralisação, concentrando pelo menos 40% da categoria, de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores do Centro Paula Souza
por Sarah Fernandes, da RBA publicado 21/02/2014 11h46, última modificação 21/02/2014 12h23
Até ontem, 108 das 266 escolas técnicas do estado aderiram à paralisação, concentrando pelo menos 40% da categoria, de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores do Centro Paula Souza

São Paulo – Alunos, professores e funcionários de Escolas Técnicas Estaduais (ETECs) da capital paulista, em greve desde o começo da semana, realizam hoje (21) um ato a partir das 14h em frente da sede do Centro Paula Souza, para reivindicar a aprovação do plano de carreira unificado, que desde 2011 aguarda para ser encaminhado para Assembleia Legislativa. Até ontem (20), 108 das 266 Etecs do estado aderiram à paralisação, concentrando pelo menos 40% da categoria, de acordo com a assessoria de imprensa do Sindicato dos Trabalhadores do Centro Paula Souza (Sinteps).

Segundo a entidade, os professores e funcionários também reivindicam a manutenção de direitos negociados no projeto do plano de carreira, que correm o risco de serem retirados. Entre eles está o acréscimo de 20% no salário para os que somam mais de 20 anos de trabalho na instituição e licença maternidade de 180 dias para professoras e funcionárias contratadas em regime CLT.

Ontem, alunos da Etec Albert Einstein, na zona norte de São Paulo, saíram pelas ruas dos bairros de Casa Verde e Santana, em apoio a professores e funcionários. Eles entoaram palavras de ordem como ''professor é meu amigo, mexeu com ele, mexeu comigo", "sem dinheiro na carteira, eles querem um plano de carreira" e "sem palhaçada, professor não é piada."

Na próxima terça-feira (25) está programado um ato que reunirá alunos, professores e funcionários de diferentes regiões do estado. A concentração será a partir das 14h, no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp).