Atividade

Produção industrial avança em agosto, mas mostra estagnação em 12 meses

Em relação a 2022, setor de alimentos cresceu e o de veículos caiu

Reprodução
Reprodução

São Paulo – A produção industrial brasileira teve leve avanço, de 0,4%, de julho para agosto, segundo informou o IBGE nesta terça-feira (3). Na comparação com igual período de 2022, a atividade cresceu 0,5%. No acumulado do ano, no entanto, a variação é negativa (-0,3%). Em 12 meses, a produção mostra estagnação (-0,1%).

Segundo o instituto, no mês houve aumento de produção em três das quatro categorias econômicas e em 18 dos 25 ramos pesquisados. Destaque para produtos farmoquímicos e farmacêuticos (18,6%) e veículos automotores, reboques e carrocerias (5,2%), entre outros. A principal queda foi do setor extrativo (-2,7%).

Alimentos e veículos

Em relação a agosto do ano passado, o IBGE apurou resultado positivo também em três das quatro categorias. Houve alta ainda em nove dos 25 ramos, em 32 dos 80 grupos e em 42% dos 789 produtos. O segmento de produtos alimentícios cresceu 7,6%. Já a atividade de veículos automotores teve retração de 10,7%.

Leia também: Brasil recebeu mais turistas estrangeiros de janeiro a julho de 2023 do que em todo ano passado

De janeiro a agosto, houve resultado negativo em duas das quatro categorias, em 17 dos 25 ramos, 49 dos 80 grupos e 55,8% dos 789 produtos pesquisados. Entre as principais influências negativas, estão produtos químicos (-7,8%) e veículos automotores (-4,4%). Do lado positivo, indústrias extrativas (5,7%), produtos alimentícios (3,6%) e coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (3,9%).