Desenvolvimento

Associação dos Economistas pela Democracia será lançada na próxima terça em Brasília

Nova entidade será apresentada na Câmara dos Deputados com propósito de defender princípios da Constituição de 1988 e desenvolvimento com inclusão social

Reprodução
economia

Entidade defende modelo de desenvolvimento voltado para superação da desigualdade e que considere o meio ambiente

São Paulo – Um grupo de profissionais lançará na próxima terça-feira (7) a Associação dos Economistas pela Democracia (Abed), em evento na Câmara dos Deputados. Segundo os organizadores as ações da entidade “baseiam-se numa concepção de desenvolvimento voltado para a superação da profunda desigualdade social brasileira, para a reversão dos processos de degradação do meio ambiente e para a estruturação de caminhos alternativos que assegurem a soberania do país e abram perspectivas de afirmação do Brasil no cenário internacional”.

Ainda de acordo com os criadores da Abed, a associação já está organizada em nove estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Alagoas, Bahia, Pernambuco, Sergipe, Amazonas, Pará) e no Distrito Federal e em “fase de estruturação” em outros oito. A meta é chegar a todas as unidades da federação até o final do ano que vem. Foram criadas representações nos Estados Unidos, na França e em Portugal. Os economistas componentes serão apresentados no lançamento da nova entidade.

A entidade afirma que seus integrantes estão “comprometidos com a promoção da democracia em todo o Brasil, com a defesa do sistema de proteção social e de direitos do cidadão conquistados na Constituição Federal de 1988 e com a luta pela construção de uma nação inclusiva, solidária, equitativa e soberana”. Por isso, “contrapõe-se às ideias neoliberais e conservadoras que estão crescendo no Brasil e no mundo”.