Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2016 / 03 / Desemprego se mantém em alta na Grande São Paulo

Mercado de trabalho

Desemprego se mantém em alta na Grande São Paulo

Em 12 meses, número de desempregados aumentou em 42% e superou 1,6 milhão
por Redação RBA publicado 30/03/2016 15h51
Em 12 meses, número de desempregados aumentou em 42% e superou 1,6 milhão
memória/ebc
ctps.jpg

Rendimento médio dos ocupados, estimado em R$ 2.015, variou -0,4% no mês e -5% em 12 meses

São Paulo – A taxa de desemprego na região metropolitana de São Paulo, calculada pela Fundação Seade e pelo Dieese, subiu para 14,7% em fevereiro, ante 14% no mês anterior. E subiu mais de quatro pontos percentuais em relação a fevereiro do ano passado (10,5%). O número de desempregados foi estimado em 1,617 milhão, 68 mil a mais do que em janeiro (alta de 4,4%) e com acréscimo de 479 mil em 12 meses, crescimento de 42,1%.

De janeiro para fevereiro, foram eliminados 133 mil postos de trabalho (retração de 1,4%). A taxa não subiu mais devido à saída de pessoas do mercado de trabalho – a população economicamente ativa (PEA) diminuiu 0,6% no mês. Em comparação com fevereiro de 2015, foram perdidas 312 mil vagas (-3,2%). A ocupação, em termos anuais, cai continuamente há oito meses.

No mercado formal, houve pequena alta no mês, com 30 mil empregos (0,6%). Em 12 meses, são menos 98 mil vagas com carteira assinada, queda de 1,8%.

No recorte geográfico, a taxa média de desemprego foi de 15,7% na região do ABC e de 13,4% na capital paulista. Nos demais municípios, atingiu 16,7%.

O rendimento médio dos ocupados, estimado em R$ 2.015, variou -0,4% no mês e -5% em 12 meses. Também em um ano, a massa de rendimentos recuou 7,1%.