Grãos

Depois de recorde, projeção inicial do IBGE aponta safra menor

A estimativa é de -0,5% neste segundo prognóstico para o próximo período. Já a Conab prevê crescimento de 1,5% para 2015/2016

Jonas Oliveira/ANPr
JO_COLHEITADESOJA_Foto_Jonas_Oliveira.jpg

Estimativa da área a ser colhida em 2015 é de 57,7 milhões de hectares; Arroz, milho e soja representam 92,8%

São Paulo – O IBGE estima que a safra de grãos em 2016 será de 209,3 milhões de toneladas, 0,5% abaixo do recorde deste ano, projetado em 210,3 milhões de toneladas, crescimento de 8,1% sobre a do ano passado. Segundo o instituto, a retração para o ano que vem se deve a produção menor nas regiões Norte (-7,7%), Centro-Oeste (-1,9%), Sul (-0,9%) e Sudeste (-0,3%).

A estimativa da área a ser colhida em 2015 é de 57,7 milhões de hectares, aumento de 1,8% sobre 2014. Arroz, milho e soja representam 92,8% do total a ser produzido e 86,3% da área. A produção cresce 11,7% para a soja, 7,3% para o milho e 1,2% para o arroz.

Maior produtor do país, o Centro-Oeste concentra 42,7% do total. Em seguida, vem o Sul, com 36,5%. Depois estão Sudeste (9,2%), Nordeste (7,9%) e Norte (3,6%). Na comparação com a safra passada, todas as regiões têm crescimento: 20,6% no Norte, 8,2% no Centro-Oeste, 8% no Sul, 5,7% no Nordeste e 5,2% no Sudeste.

Entre os estados, o Mato Grosso tem participação de 24,8%, seguido pelo Paraná (17,9%) e pelo Rio Grande do Sul (15,4%). Os três concentram 58,1% do total nacional.

Conab

Já a estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para o período 2015/2016 indica produção de 211 milhões de toneladas, aumento de 1,5% sobre a safra 2014/2015. A área plantada deverá atingir 58,6 milhões de hectares, crescimento de 1,1%.

Segundo a Conab, a soja mostra o maior crescimento absoluto (6,2 milhões de toneladas), para um total estimado em 102,5 milhões. “Os ganhos de área e produtividade da cultura refletem num aumento de 6,5% na produção total do país”, diz a companhia. A soja responde por mais de 56% da área cultivada no país.


Leia também

Últimas notícias