Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2015 / 01 / Cálculo do salário mínimo não mudará, diz ministério do Planejamento

planejamento

Cálculo do salário mínimo não mudará, diz ministério do Planejamento

Depois de afirmar ontem durante posse que cálculo do salário mínimo iria mudar, ministro Barbosa volta atrás e divulga nota dizendo que regras serão mantidas em proposta que será enviada ao Congresso
por Mariana Branco, da Agência Brasil publicado 03/01/2015 16h11, última modificação 03/01/2015 16h18
Depois de afirmar ontem durante posse que cálculo do salário mínimo iria mudar, ministro Barbosa volta atrás e divulga nota dizendo que regras serão mantidas em proposta que será enviada ao Congresso
Marcelo Camargo/ABr
nel_barbo_ass22.jpg

Barbosa havia dito ontem, durante posse, que governo iria propor nova regra de reajuste do salário mínimo

Brasília O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão enviou nota à imprensa hoje (3) informando que o cálculo do salário mínimo a partir de 2016 seguirá a regra vigente atualmente. De acordo com o comunicado, a proposta requer um novo projeto de lei, que será enviado ao Congresso este ano. A nota atribui as informações ao novo ministro da pasta, Nelson Barbosa.

Ontem (2) Barbosa havia falado a jornalistas sobre possível mudança na regra de cálculo a partir do ano que vem. “O cálculo do salário mínimo nós vamos enviar ao Congresso no momento oportuno. A regra atual ainda vale para 2015. Nós vamos propor uma nova regra para 2016-2019 ao Congresso Nacional. Continuará a haver aumento real do salário mínimo”, disse.

O ministro deu as declarações em entrevista após receber o cargo da antecessora, Miriam Belchior. Para este ano, um decreto publicado no fim de dezembro fixou o salário mínimo em R$ 788. Em 2014, o valor vigente foi R$ 724.