Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2014 / 08 / IBGE divulga nova estimativa e projeta safra 2,6% maior em 2014

Produção agrícola

IBGE divulga nova estimativa e projeta safra 2,6% maior em 2014

Entre as principais culturas, previsão é de crescimento da produção de arroz e soja, com queda na do milho
por Redação RBA publicado 07/08/2014 10h35
Entre as principais culturas, previsão é de crescimento da produção de arroz e soja, com queda na do milho
campcoop
feijao.jpg

Expectativa é de safra maior de culturas como o feijão

São Paulo – Em sua sétima estimativa para a safra nacional de grãos, divulgada hoje (7), o IBGE projeta uma produção de 193,2 milhões de toneladas, 2,6% acima do resultado de 2013 (188,2 milhões de toneladas) e 0,3% a mais em relação ao levantamento anterior (192,5 milhões). O instituto estima que a área a ser colhida chegará a 56,2 milhões de hectares, crescimento de 6,4% sobre o ano passado (52,9 milhões) e 0,1% abaixo da projeção anterior (56,3 milhões).

As três maiores culturas, arroz, milho e soja, representam 91,1% da produção estimada e 85% da área. Na comparação com 2013, a produção do arroz aumenta 4,4% e a da soja, 6%, enquanto a do milho recua 4,4%. Dos 26 produtos principais, 18 aparecem com variação positiva.

O Centro-Oeste concentra 41,7% da produção estimada, seguido da região Sul, com 37,7%. Depois vêm Sudeste e Nordeste, com 9% cada, e Norte, com 2,7%. Na comparação com a safra passada, o IBGE mostra aumento de 44,8% no Nordeste, 3,5% no Norte e 2,6% no Centro-Oeste, e recuos no Sul (-0,2%) e Sudeste (-12,4%).

Entre os estados, o Mato Grosso tem participação de 24,2%. O Paraná aparece com 18,5% e o Ri Grande do Sul, com 15,9%. Os três respondem 58,6% do total nacional.

Conab

Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o país deverá ter produção de 193,47 milhões de toneladas, crescimento também de 2,6% sobre a safra passada. Os dados do 11º levantamento foram divulgados hoje. A área cresce 6,1%, para 56,85 milhões de hectares.

A soja aparece com aumento de 5,1% na produção. O trigo mostra alta de 20,7% e o feijão, de 22,7%.

 

registrado em: , ,