No senado

Presidente do BC reforça retomada do crescimento e critica análises pessimistas

Alexandre Tombini lembrou que país continua gerando emprego, com expansão do crédito, da indústria e dos serviços

fabio rodrigues pozzebom/abr
tombini

Para Tombini (à direita) Brasil apresenta crescimento gradual

Brasília – O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, criticou hoje (24), durante audiência na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, as análises pessimistas sobre os rumos da economia brasileira.

Segundo ele, o país está crescendo de “forma gradual”, ao contrários da avaliação de alguns agentes do mercado, que seria “mais pessimista que a realidade dos números”.

Tombini ressaltou que o Produto Interno Bruto (PIB) teve uma expansão de 1,5% no segundo trimestre, o que equivale, em termos anualizados, a mais de 6% ao ano. Também informou que os investimentos tiveram um aumento de 3,6% no segundo trimestre, sendo o terceiro trimestre consecutivo de expansão dos investimentos.

Ele citou ainda o aumento do emprego e o crescimento do crédito, com redução da inadimplência e do comprometimento da renda das famílias.

“A indústria apresenta retomada gradual. O setor de serviços continua a se expandir, mas em ritmo menos intenso de que em anos anteriores. O setor agrícola continua a apresentar safras recordes”, acrescentou.

Quanto à inflação, o presidente do Banco Central reiterou que a taxa está em queda. Ele reconheceu que a desvalorização do real frente ao dólar nos últimos meses é uma fonte de pressão sobre a inflação no curto prazo, mas voltou a dizer que a “adequada” administração da política monetária será capaz de limitar a influência do câmbio sobre os preços.

Com informações da Agência Senado e da Agência Brasil

Leia também

Últimas notícias