Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2013 / 03 / Fiesta garante futuro da Ford em São Bernardo após 15 anos de negociações

Fiesta garante futuro da Ford em São Bernardo após 15 anos de negociações

Sindicato, montadora, prefeito e governador inauguram linha de montagem de modelo que era produzido no México e passa a ser feito na unidade do ABC paulista
por Redação da RBA publicado 25/03/2013 17h45, última modificação 25/03/2013 18h34
Sindicato, montadora, prefeito e governador inauguram linha de montagem de modelo que era produzido no México e passa a ser feito na unidade do ABC paulista

O presidente do sindicato, Rafael Marques (fazendo sinal de positivo), com trabalhadores ao lado do novo modelo (Foto: Adriano Lima/Brazil Photo Press/Folhapress)

São Paulo – Após 15 anos de negociações – com momentos de incerteza quanto ao futuro da fábrica –, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e a montadora Ford de São Bernardo do Campo inauguraram hoje (25) a linha de montagem do New Fiesta Hatch na unidade do município. A produção do modelo garante o futuro da fábrica na cidade, ameaçado desde 1998, quando a empresa ameaçou demitir 2.800 funcionários, o que provocou uma greve de 50 dias. Na época, o presidente do sindicato era Luiz Marinho, atualmente prefeito de São Bernardo, e comandou as negociações para que os empregos fossem mantidos. Marinho esteve no ato de hoje, bem como o governador Geraldo Alckmin (PSDB).

“Durante meu mandato com presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, estive duas vezes na Ford nos Estados Unidos para negociar melhorias para a unidade de São Bernardo. A vinda de novos produtos reforça o compromisso firmado naquela período”, disse Marinho.

Para o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Rafael Marques,  o investimento da montadora reflete em toda a cadeia automotiva da região. “As empresas investindo nas plantas do ABC reforçam a garantia de emprego em toda a cadeia. Temos assim mais emprego de qualidade e mais renda a população. Estamos felizes por fazer parte da história deste lançamento”, afirmou, referindo-se também ao movimento de 1998. Segundo ele, o a vinda do New Fiesta Hatch, primeiro carro global a ser fabricado em São Bernardo, é resultado desse processo.

Investimentos

A montadora investiu R$ 800 milhões na fábrica do ABC para fabricar o novo modelo, que deve chegar às lojas em 20 de abril, custando em torno de R$ 40 mil. Entre os equipamentos, estão 310 máquinas automatizadas e novas linhas de prensas e de pintura. Cerca de 2 mil trabalhadores operam nessa linha. O novo modelo é de plataforma global, por isso exige padrões de produção e a inclusão de itens de tecnologia e segurança internacional.

O presidente da Ford no Brasil, Steven Armstrong, afirmou que a unidade de São Bernardo está entre as fábricas estratégicas da empresa. “Este é o segundo produto global da Ford no Brasil, contamos com uma moderna linha de produção que atende as exigências de padrões mundiais. O compromisso da equipe da Ford, sindicato dos trabalhadores e dos políticos fez São Bernardo estar no mapa mundial. Vamos produzir aqui o carro mais vendido da marca”, disse o executivo.

Os trabalhadores acompanharam o lançamento do carro na linha de produção. “Estamos orgulhos de participar da produção deste veículo. Sabemos que isso é o simbolo da nossa garantia de emprego. O investimento em trazer um produto global sugere que a unidade é importante estrategicamente para a empresa”, disse Weber Duarte da Silva, que atua na montadora há cinco anos como volante multiplicador.

Já Alckmin afirmou a importância de fortalecer a indústria paulista. “Lançar um carro é um desafio para as marcas. A Ford é sinônimo de indústria automotiva no país. Quando uma empresa investe nas unidade ou novo produto fortalece os empregos, renda, agrega tecnologia, tudo isso é muito bom para o desenvolvimento do município, estado e do país”.

Com informações do jornal ABCD Maior