Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2012 / 12 / Governo federal destinará R$ 7,3 bilhões para 270 aeroportos

Governo federal destinará R$ 7,3 bilhões para 270 aeroportos

por Sarah Fernandes, da RBA publicado 20/12/2012 14h11, última modificação 20/12/2012 15h14

São Paulo – O governo federal anunciou hoje (20) um plano de modernização da aviação nacional, que investirá R$ 7,3 bilhões em 270 aeroportos de todas as regiões. Entre as ações previstas estão também à isenção de tarifas e concessão de subsídios para que companhias aéreas, para que elas abram novas rotas.


Serão beneficiados 64 aeroportos no Nordeste, com R$ 2,1 bilhão, 67 no Norte, com R$ 1,7 bilhão, 65 no Sudeste, com R$ 1,6 bilhão, 43 no Sul, com R$ 1 bilhão e 31 no Centro-Oeste, com R$ 900 milhões. O Banco do Brasil irá auxiliar o governo na aplicação dos investimentos.

Pelo programa, os aeroportos onde circulam menos de 1 milhão de passageiros por ano serão isentos de tarifas. “Precisamos ter uma intensidade de investimento que permita que a população do interior se movimente pelo país com qualidade”, afirmou o ministro chefe da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, durante o lançamento do projeto.

De acordo com ele, os investimentos nos aeroportos regionais buscam ainda, agregar novos aeroportos à rede de transporte regular e aumentar o número de rotas das empresas aéreas. “Os objetivos do programa são melhorar a qualidade dos serviços e infraestrutura aeroportuária para os usuários. Temos que atender adequadamente os passageiros que viajam”, disse.

O governo anunciou também a criação de um novo braço da Infraero, chamado Infraero Serviços, que terá a participação de um operador internacional. O objetivo é qualificar o quadro da empresa e prestar serviços para outros aeroportos, inclusive pelos não operados por ela.

As ações para modernizar os aeroportos fazem parte do Programa de Investimentos em Logística já havia lançado ações focadas em ferrovias, rodovias e portos. Ao todo, o país possuí 720 aeroportos públicos e mais de 900 privados.