Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2012 / 11 / ONU destaca incentivos do Brasil à sustentabilidade no setor automobilístico

ONU destaca incentivos do Brasil à sustentabilidade no setor automobilístico

por Redação da RBA publicado 26/11/2012 17h41, última modificação 26/11/2012 17h42

São Paulo – A Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad) divulgou hoje (26) um relatório destacando os incentivos dados pelo governo brasileiro ao desenvolvimento de políticas sustentáveis no setor automobilístico. A entidade considera importante a redução de impostos promovida em outubro, agora condicionada ao aumento da eficência energética e ao investimento em pesquisa e inovação. 

Para a Unctad, frente à crise que assola o mundo há uma clara divisão dos países em dois grupos. De um lado, aqueles que optam pela liberalização em setores sensíveis da indústria e de serviços, caso de China, Índia, Estados Unidos e Canadá. Na outra ponta estão aqueles que adotaram medidas que visam a promover ou a facilitar os investimentos privados diretos, com criação de zonas econômicas especiais ou novos incentivos por meio de política tributária, a exemplo do Brasil. Neste grupo estão também Argentina, Paquistão e Costa Rica, entre outros.

A política de investimento internacional é caracterizada por três tendências: maior investimento regional, inclusão de questões sobre o desenvolvimento sustentável nos acordos e a intensificação do debate público sobre os tratados de investimentos internacionais.

Entre os incentivos anunciados no dia 3 de outubro pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, está a noção de melhorar a eficiência energética dos automóveis fabricados em território nacional. A montadora que conseguir, até 2017, que um carro tenha rendimento de 17,2 quilômetros por litro de gasolina terá direito a uma redução na cobrança do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).