Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2012 / 11 / Após dez reduções seguidas, Copom deve estabilizar taxa de juros

Após dez reduções seguidas, Copom deve estabilizar taxa de juros

Comitê de Política Monetária começa hoje última reunião do ano; expectativa é de que taxa de 7,25% seja mantida
por Stênio Ribeiro, da Agência Brasil publicado 27/11/2012 11h09, última modificação 27/11/2012 11h55
Comitê de Política Monetária começa hoje última reunião do ano; expectativa é de que taxa de 7,25% seja mantida

Brasília – O Comitê de Política Monetária (Copom) inicia hoje (27) à tarde a última reunião do ano do colegiado de diretores do Banco Central (BC) para avaliar o desempenho dos principais indicadores macroeconômicos nos últimos 45 dias, no Brasil e no exterior. A avaliação pode determinar uma correção de rumo na taxa básica de juros (Selic).

A reunião do Copom ocorre em duas etapas, hoje e amanhã, e ao fim da segunda etapa, depois do fechamento dos mercados, o BC emite nota sobre a decisão do colegiado. A informação sobre eventuais alterações na taxa Selic é aguardada com expectativa. O índice sofreu dez reduções seguidas de agosto do ano passado - quando estava em 12,5% ao ano - para cá.

Atualmente, com a taxa em 7,25% – o nível mais baixo da história do Copom, criado em junho de 1996 – a expectativa dos analistas financeiros é que o BC interromperá o processo de redução da Selic. Na semana passada, o presidente do BC, Alexandre Tombini, deu sinais nesse sentido.

Segundo ele, o Copom entendeu que “é preciso manter as condições monetárias estáveis por período suficientemente longo”. Com isso, os analistas que há seis semanas apostam na manutenção da Selic no patamar atual, em curto e médio prazo, acreditam que a taxa deve permanecer em 7,25% durante todo o ano de 2013.

registrado em: , ,