Home Economia Gastos com habitação puxam ligeira alta do IPC em São Paulo

Gastos com habitação puxam ligeira alta do IPC em São Paulo

Publicado por Marli Moreira, da Agência Brasil
11:19
Compartilhar:   

São Paulo – O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), na cidade de São Paulo, teve alta de 0,27% na segunda prévia de outubro, o que representa um aumento de 0,04 ponto percentual sobre o resultado anterior (0,23%).

O que mais pesou no bolso das famílias paulistanas foram os gastos com habitação, cujos preços subiram na média de 0,43% ante 0,28%. Entre os produtos desta classe de despesa que ajudaram a pressionar a inflação estão os produtos de limpeza. Os detergentes, por exemplo, ficaram 2,37% mais caros. No cálculo do IPC, o grupo habitação também reflete o aumento de 4,2% no valor da conta de água e esgoto, ocorrido em setembro.

A segunda maior elevação ocorreu no grupo alimentação que passou de 0,39% para 0,46%. Entre os itens que ajudaram a pressionar a taxa estão as carnes bovinas que tiveram um aumento médio neste período de 1,75%. Peças mais nobres como é o caso do filé-mignon passaram a custar 5,88% mais. Em despesas pessoais, o índice também avançou, de 0,31% para 0,51%.

No grupo educação a taxa permaneceu estável e no grupo saúde houve alta de 0,31%, porém, com menor intensidade do que na apuração passada (0,51%). Nos demais grupos ocorreram quedas: transportes com deflação de 0,05% ante (-0,01%) e em vestuário – 0,75% ante -0,29%.

IPC-S

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) caiu em seis das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV). A única alta no período foi percebida na cidade de Brasília: 0,15 ponto percentual, ao passar de 0,42% (índice de 7 de outubro) para 0,57% (em 15 de outubro).

As maiores quedas, de 0,18 ponto percentual, foram observadas nas cidades de Salvador (ao passar de 0,67% para 0,49%) e São Paulo (ao passar de 0,59% para 0,41%).

As demais cidades tiveram as seguintes reduções na taxa do IPC-S: Recife (0,12 ponto percentual, ao passar de 0,16% para 0,04%), Belo Horizonte (0,03 ponto percentual, ao passar de 0,37% para 0,34%), Porto Alegre (0,02 ponto percentual, ao passar de 0,67% para 0,65%) e Rio de Janeiro (0,01 ponto percentual, ao passar de 0,36% para 0,35%).

A média nacional da inflação medida pelo IPC-S também caiu de 0,50% na semana de 7 de outubro para 0,39% na semana seguinte (uma queda de 0,11 ponto percentual).