Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2011 / 03 / Receita suspende entrega de declarações do Imposto de Renda no fim de semana

Receita suspende entrega de declarações do Imposto de Renda no fim de semana

por Wellton Máximo, da Agência Brasil publicado 05/03/2011 11h02, última modificação 05/03/2011 11h02

Brasília – Uma manutenção no sistema fará a Receita Federal suspender a transmissão das declarações do Imposto de Renda pela internet no fim de semana de carnaval. A entregará será interrompida entre as 15h deste sábado (5) e as 11h do domingo  (6), .

Nesse período, o contribuinte pode preencher e gravar a declaração no computador, mas não terá como enviar as informações à Receita pelo programa Receitanet. O programa de preenchimento do formulário também pode ser baixado em qualquer horário.

De acordo com a Receita Federal, a manutenção estava programada e não tem relação com a pane que afetou o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) nesta semana. Na quarta-feira (2), um problema no centro de dados do Serpro em São Paulo interrompeu, por algumas horas, a transmissão das declarações e a emissão de documentos nos departamentos de Trânsito (Detrans) de vários estados.

Diariamente, a transmissão das declarações fica fora do ar da 1h às 5h da madrugada. Segundo a Receita, o Fisco aproveitou o feriado para fazer uma manutenção mais prolongada dos computadores que processam as informações dos contribuintes.

De acordo com o balanço mais recente da Receita Federal, até as 17h de ontem (4), 571 mil contribuintes haviam enviado a declaração. O prazo de entrega vai até 29 de abril. O programa gerador da declaração está disponível na página da Receita na internet (www.receita.fazenda.gov.br). Este ano não poderá mais ser usado o formulário de papel. Quem perder o prazo para enviar a declaração paga uma multa mínima de R$ 165,74.

A Receita Federal espera receber 24 milhões de declarações, praticamente o mesmo volume de 2010 e 2009. De acordo com o Fisco, o número de contribuintes não cresceu por causa de mudanças que desobrigaram a entrega do documento em determinadas situações. Este ano, a Receita desonerou os contribuintes com patrimônio entre R$ 80 mil e R$ 300 mil e acabou com a obrigatoriedade para quem preenchia o formulário apenas por ter sido sócio de empresa.