Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2011 / 03 / Mercado reduz, pela primeira vez em três meses, projeção da inflação de 2011

Mercado reduz, pela primeira vez em três meses, projeção da inflação de 2011

por Daniel Lima publicado 09/03/2011 14h26, última modificação 09/03/2011 15h26

Foram 12 altas concecutivas aferidas pelo boletim do Banco Central que monitora as projeções de instituições financeiras (Foto: Afonso Lima/Sxc.hu)

Brasília – O mercado financeiro reduziu a estimativa oficial de inflação para 5,78%, depois de 12 altas consecutivas. De acordo com o boletim Focus, pesquisa realizada semanalmente pelo Banco Central, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve ficar em 5,78% em 2011 ou 1,28 ponto percentual acima do centro da meta que é 4,5%.

A taxa de câmbio, na estimativa do mercado financeiro, permanece em R$ 1,70 este ano. A taxa básica de juros (Selic) ficou em 12,50% ao ano. Os preços administrados foram mantidos em 4,5%.

A projeção para a dívida líquida do setor público em percentual do Produto Interno Bruto (PIB) foi elevada de 39,26% para 39,50%, com o crescimento da economia reduzido de 4,30% para 4,29%. O crescimento da produção industrial teve a estimativa mantida em 4,10%.

Em relação às contas externas, houve uma melhoria na expectativa para o déficit em conta-corrente, que passou de US$ 66,25 bilhões para US$ 65,50 bilhões. O saldo da balança comercial manteve-se em US$ 13 bilhões e os investimentos estrangeiros diretos em US$ 42 bilhões.

Fonte: Agência Brasil

 

registrado em: , ,