Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2010 / 02 / Economia recuou 0,1% em 2009, diz Serasa Experian

Economia recuou 0,1% em 2009, diz Serasa Experian

As taxas de crescimento dos últimos meses não teriam evitado resultado negativo no ano passado. Apenas em dezembro, PIB cresceu 7,6%, segundo indicador
por Vitor Nuzzi, da RBA publicado 18/02/2010 12h15, última modificação 18/02/2010 12h17
As taxas de crescimento dos últimos meses não teriam evitado resultado negativo no ano passado. Apenas em dezembro, PIB cresceu 7,6%, segundo indicador

São Paulo - Indicador da Serasa Experian aponta queda de 0,1% no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro no ano passado. "As taxas positivas de crescimento registradas nos últimos meses de 2009 não foram suficientes para que a economia brasileira encerrasse o ano passado no azul", diz a empresa, que destaca o recuo de 9,5% na Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), que se refere aos investimentos, e de 10,4% das exportações. Já o consumo das famílias teria avançado 3,9%.

Entre os setores, o indicador mostrou recuo de 5,3% na indústria e de 6,1% na agropecuária, enquanto o setor de serviços avançou 2,7%.

Apenas em dezembro, a atividade econômica cresceu 7,6% na comparação anual (ante igual mês do ano anterior), na maior taxa desde julho de 2008. O resultado foi determinado pela alta de 21,1% na FBCF e de 9,2% no consumo das famílias, "isto porque, em função da crise financeira internacional, as bases de comparação destas duas categorias encontravam-se bastante fragilizadas".

Segundo o último boletim Focus, do Banco Central, o mercado espera crescimento do PIB de 5,47% este ano e de 4,5% em 2011. O resultado final de 2009 será divulgado pelo IBGE no próximo dia 11 de março.