Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2010 / 02 / Arrecadação da Previdência sobe 12% e despesa cai 7%

Arrecadação da Previdência sobe 12% e despesa cai 7%

Segundo o governo, setores urbano e rural também registraram aumento na arrecadação líquida em janeiro
por Vitor Nuzzi, da RBA publicado 19/02/2010 16h26, última modificação 19/02/2010 16h29
Segundo o governo, setores urbano e rural também registraram aumento na arrecadação líquida em janeiro

São Paulo - A arrecadação líquida da Previdência cresceu 12,1% em janeiro, em relação a igual mês de 2009, e somou R$ 14,076 bilhões. Já as despesas somaram R$ 17,784 bilhões, queda de 7,2%, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (20) pelo Ministério da Previdência Social. Com isso, a diferença negativa entre receita e despesa caiu 44% no primeiro mês do ano.

No setor urbano, a arrecadação subiu 12%, para R$ 13,7 bilhões, enquanto as despesas caíram 7,1%, somando R$ 14,2 bilhões.

"O principal fator que reduziu a despesa foi a queda no pagamento de sentenças judiciais", diz o ministério. "Em janeiro deste ano foi pago o valor de R$ 225 milhões enquanto, em janeiro de 2009, essa despesa alcançou R$ 3,2 bilhões. Isso ocorreu no primeiro mês do ano passado por determinação do Conselho da Justiça Federal, o que não ocorreu este ano. Em 2010, o Orçamento da União prevê despesa de R$ 7,1 bilhões para o pagamento das sentenças judiciais."

No setor rural, a arrecadação líquida aumentou 14,1% em janeiro, somando R$ 355,6 milhões. O pagamento de benefícios atingiu R$ 3,5 bilhões, redução de 7,9%.

Em janeiro, a Previdência pagou 23,52 milhões de benefícios, alta de 3,2%. As aposentadorias somaram 15,107 milhões, 4,2% a mais. O valor médio dos benefícios pagos no mês passado foi de R$ 710,86. A maior parte (69,7%) correspondia a até um salário mínimo.

De dezembro de 2001 a janeiro deste ano, a quantidade de benefícios previdenciários e acidentários cresceu 31,1%.