Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2010 / 01 / Governo prepara em março a segunda fase do PAC

Governo prepara em março a segunda fase do PAC

por Marcos Chagas publicado 18/01/2010 16h26, última modificação 18/01/2010 16h27

Brasília - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva quer evitar ao máximo que a equipe de governo se desmobilize neste último ano de seu governo por conta das eleições, o que pode prejudicar o crescimento da economia previsto para 2010 e as políticas sociais já em andamento. Este será um dos temas a serem abordados pelo presidente, na primeira reunião ministerial deste ano, marcada para quinta-feira (21).

Nesta segunda-feira (18), na reunião com os ministros de sua equipe de coordenação política, Lula tratou da preparação da reunião ministerial. Segundo o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, na reunião ministerial o presidente também fará uma avaliação das ações implementadas em 2009.

O ministro destacou que, na avaliação do presidente Lula, “o fato de o Brasil ter superado a crise internacional não é motivo para desmobilizar as equipes que atuam nesta área”. A continuidade das ações, acrescentou, é necessária para que o país mantenha o ritmo acelerado de crescimento e das ações sociais.

Padilha disse, ainda, que o presidente já deixou claro que as eleições presidenciais de outubro de 2010 não serão tratadas nas reuniões de governo. Lula delegou a tarefa de tratar das costuras políticas as direções dos partidos que integram sua base de sustentação, para a preservação da atual aliança.

Em março, o presidente deve anunciar o lançamento da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). O objetivo, explicou o ministro, é garantir que os programas já implementados ou em andamento sejam preservados a partir de 2011.

Uma das orientações do presidente, nesta segunda etapa do PAC, é que sua equipe analise medidas específicas para as regiões metropolitanas, como saneamento básico e tratamento de resíduos sólidos. Padilha destacou, ainda, que o presidente quer a incorporação, no PAC 2, dos investimentos orçamentários previstos para a área de ciência e tecnologia e de universalização e democratização da internet.

Fonte: Agência Brasil