Você está aqui: Página Inicial / Economia / 2009 / 11 / Mantega vê sobrevalorização do real e justifica IOF

Mantega vê sobrevalorização do real e justifica IOF

por Carmem Munari publicado 10/11/2009 13h22, última modificação 10/11/2009 13h22 © Thomson Reuters 2009. All rights reserved

São Paulo - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta terça-feira (10) que o real está sobrevalorizado, justificando a adoção do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre o fluxo de capital estrangeiro para ações e renda fixa.

"O que não queremos é que haja um exagero de aplicações e, portanto, estamos garantindo que não haverá bolhas na bolsa de valores do Brasil e que não haverá mais excesso de valorizaçao da moeda brasileira", disse durante discurso no Fórum Econômico Brasil-Itália, realizado em São Paulo.

O ministro acrescentou a cerca de 400 empresários e autoridades italianas que "estamos tendo uma sobrevalorização da moeda brasileira, o que dá situação vantajosa para outros países comerciarem com o Brasil".

"Hoje, o real tem uma sobrevalorização de 23% sobre o euro", quantificou Mantega, exemplificando que o Brasil deve ter neste ano o primeiro déficit comercial com a Itália desde 2005.

"Recentemente, tivemos que implantar uma pequena tarifa para a entrada de capital estrangeiro no país. Uma taxa sobre o movimento financeiro para a bolsa e para aplicações de renda fixa, tamanho era o interesse que havia pelo Brasil do capital estrangeiro."

Fonte: Reuters

 

registrado em: ,