Ribeirão Pires tem mostra virtual de artistas independentes

Evento conta com a participação de mais de 50 artistas entre editores, artistas gráficos, fotógrafos, escritores, poetas, designers e ilustradores da cidade e também de outros locais da Grande São Paulo e do Brasil

Reprodução
Evento tem atividades como o Fala Matuta, com lives individuais com artistas convidados, e a Matutando, que conta com mesas de bate-papo temáticas sobre poesia, zine, arte de rua, ilustração e fotografia

São Paulo – A cidade de Ribeirão Pires, na região do ABC Paulista, tem até o dia 21 a realização da Matuta – Mostra de Artes Gráficas e Literárias Independentes. O evento virtual, que teve abertura oficial ontem (18), conta com a participação de mais de 50 artistas entre editores, artistas gráficos, fotógrafos, escritores, poetas, designers e ilustradores da cidade e também de outros locais da Grande São Paulo e do Brasil.

A Matuta, que organiza a primeira edição do evento, foi criada pela Pólen Coletiva para reconhecer e estimular a produção da cena local, articulando uma rede de troca de experiências entre os artistas. “Estamos em um território considerado culturalmente como periferia e interior de São Paulo, mas é uma região fértil que concentra um número enorme de artistas e fazedores de cultura e que também pode ser reconhecida enquanto polo cultural e intelectual, para além do eixo das capitais”, diz a jornalista, produtora cultural e uma das idealizadoras da Matuta, Paula Lira.

Durante o evento, serão promovidas atividades como o Fala Matuta, com lives individuais com artistas convidados, e a Matutando, que conta com mesas de bate-papo temáticas sobre poesia, zine, arte de rua, ilustração e fotografia. Estão programadas atrações como discotecagem com vinil, apresentação musical e oficinas de poesia com Tales Jaloretto; zine com Regi Munhoz; contação de História com Cilla Amaral; stêncil com Thiago Vaz, e fotografia com Vinícius Pimenta e Pedro Ladeira. Para participar das oficinas, é preciso realizar uma inscrição prévia via formulário, divulgado pelo instagram da @feiramatuta.

A programação do evento conta com o lançamento de três livros independentes assinados por mulheres. A obra infantil Violeta, de Cilla Amaral, em parceria com a ilustradora Nice Lopes, pela Editora Bike de Histórias; o livro de poemas Entre trilhos, paralelepípedos e descaminhos, de Rosângela Vieira, publicação independente, sem editora; e o infantil A floresta que ninguém via, escrito e ilustrado por Ana Monteiro.

A mostra estava programada para acontecer no Centro de Convenções do Parque Oriental – Milton Marinho de Moraes, localizado às margens da represa Billings, mas, por conta da pandemia, acontecerá por meio do Instagram e do canal no Youtube (youtube/feiramatuta).


Leia também


Últimas notícias