Home Cultura Percussionista Igor Caracas apresenta álbum detalhista e com bom time de convidados
Ouvir com atenção

Percussionista Igor Caracas apresenta álbum detalhista e com bom time de convidados

Disco "Cada Passo" revela também a veia compositora do artista cearense
Publicado por Luciano Velleda, para a RBA
12:06
Compartilhar:   
Tuan Fernandes

“Apesar dos fones de ouvido e dos celulares com acesso a milhares de músicas, sinto que hoje se ouve muito, mas se escuta pouca música. Ouvir é chegar ao ouvido, escutar é ouvir com atenção, aberto o coração", analisa Igor Caracas

São Paulo — O programa Hora do Rango abre a semana recebendo no estúdio da Rádio Brasil Atual, a partir do meio-dia de hoje (2), o compositor e percussionista Igor Caracas. Cada Passo, seu álbum de estreia lançado em junho, revela um lado menos conhecido, o de cantor, além de fortalecer sua veia de compositor. 

“Coloquei todas (as composições) na mesa e escolhi as que tinham relação entre si e que formavam uma narrativa. Sempre entendi a vida como uma caminhada. E todas as músicas têm alguma relação com o indivíduo nesse caminho. Os encontros, sejam amorosos ou outro tipo de troca, e os reflexos disso tudo nesse ‘um’. Daí o nome do disco, Cada Passo”, explica o artista cearense, co-produtor do disco, com o guitarrista e baixista Gabriel Bubu (Los Hermanos).

Igor iz que a decisão de gravar num estúdio, ao invés de fazer tudo em casa, com ele e Bubu tocando todos os instrumentos, deu ao trabalho a sonoridade que ele buscava. “A acústica de ambientes caseiros e os sons da rua entraram no disco mesmo gravando em estúdio e isso me agradou muito”, afirma.

Gravado ao vivo por Klaus Sena (que também mixou o disco), nos estúdios da ybmusic, em São Paulo, durante várias madrugadas, com as portas abertas e microfones no corredor para captar um ambiente mais “interessante”, além dos sons de carros e ônibus que invadiam o prédio noite adentro, o álbum tem Igor Caracas (vocais, guitarra, violão e percussão) acompanhado por Gabriel Bubu (baixo), Samuel Fraga (bateria) e João Leão (teclados). 

Cada Passo contou ainda com nomes da atual cena da música independente brasileira, como Maria Beraldo (clarone em O Um e clarinete em Quem Quer Que Seja); Ana Rossi (cantora argentina radicada em Barcelona, no reggae romântico Laceira); do Coro Profana cantando, gritando e suspirando em Avante Delírio, Salvo Engano e O Um); Tika e Kika (vocais em Alheia), entre outros instrumentistas, como Felipe Nader (saxofone em Azul-Dourada e Cada Passo), Amilcar Rodrigues (trompete em Cada Passo), Túlio Bias e Thomas Harres (percussão em Alheia, Avante Delírio e Quem Quer Que Seja), Saulo Duarte (violão em Azul Dourada) e Régis Damasceno (baixo em Carrossel e guitarra em Cada Passo). 

“Apesar dos fones de ouvido e dos celulares com acesso a milhares de músicas, sinto que hoje se ouve muito, mas se escuta pouca música. Ouvir é chegar ao ouvido, escutar é ouvir com atenção, aberto o coração. Fiz, com os parceiros e as parceiras que a vida me deu, um disco cheio de detalhes. Sou detalhista. Minha maior vontade é que Cada Passo chegue a quem quiser escutar. E convide pra perto quem ouvir”, declara Igor.


O programa

Hora do Rango, apresentado por Colibri Vitta e premiado pela Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA), recebe ao vivo, de segunda a sexta-feira, ao meio-dia, sempre um convidado diferente com algo de novo, inusitado ou histórico para dizer e cantar. Os melhores momentos da semana são compilados e reapresentados aos sábados e domingos, no mesmo horário.