Home Cultura Músico faz audições na periferia de São Paulo para marcar lançamento de disco
ONDAS SONORAS

Músico faz audições na periferia de São Paulo para marcar lançamento de disco

De domingo a terça, eventos levam sonoridade e debate sobre música para jovens e adultos em Heliópolis, Favela da Paz e Brasilândia
Publicado por Helder Lima, da RBA
16:05
Compartilhar:   
Gal Oppido

“Fui privilegiado em estar presente em passagens únicas em que pude conhecer o ser humano nas suas mais variadas faces e cultura. Isso me enriqueceu, me formou e me curou”, conta Magalhães

São Paulo – O músico e produtor paulista André Magalhães escolheu fazer audições musicais para o público ao lançar seu primeiro disco: Para Ti- batuque e melodia dos cantos. De domingo (8) a terça-feira (10), ele realiza essas audições na periferia de São Paulo para alunos do programa de alfabetização de jovens e adultos de Heliópolis, para estudantes da Favela da Paz e também para o público da fábrica de cultura da Brasilândia.

André preparou um ambiente sonoro especial para cada audição. É como se as pessoas estivessem no cinema. Depois de cada audição, ele realiza uma roda de conversa sobre as impressões de cada um. Em um mundo dominado pelas redes sociais, André quer provocar encontros presenciais, promover a escuta e a conversa ao vivo. Ele quer especialmente ouvir o que as pessoas têm a dizer sobre o que ouviram.

André Magalhães é baterista e produtor musical de inúmeros artistas da cena indie brasileira, especialmente paulistana, entre eles, o grupo Metá Metá. Até 2009 ele havia produzido cerca de 400 cds apenas no estúdio Zabumba, que encerrou naquele ano as atividades e faz parte da história musical de São Paulo, de acordo com o pianista Benjamim Taubkin.

Agora, André lança o próprio CD com oito faixas (a maioria autoral) apresentando a sua visão de música e de Brasil. Baterista, percussionista, produtor musical e engenheiro de som, André Magalhães também reuniu um acervo em áudio de raridades de expressões populares que trazem músicas, causos, vivências e memórias de um povo. Entre esses está o mestre do pífano Sebastião Biano, músico centenário fundador da Banda de Pífanos de Caruaru e que continua em plena forma tocando; e Padre Ágio, fundador da Vila da Música no Crato, que acreditava e difundia a relação da música com a cura física e espiritual.

“Fui privilegiado em estar presente em passagens únicas em que pude conhecer o ser humano nas suas mais variadas faces e cultura. Isso me enriqueceu, me formou e me curou”, conta Magalhães. “A música me trouxe muitas experiências e emoções durante toda a minha vida. Este foi o roteiro para a criação do disco”, define.

Confira a programação:

Dia 8 domingo: Instituto Favela da Paz

Horário: 11h

Endereço:  Rua Miguel Dionísio Valle, 35 – Jardim Nakamura, São Paulo – SP

Público Alvo: Comunidade, jovens e adultos

 

Dia 09 segunda: UNAS – Heliópolis

Horário: 19h30

Endereço: Rua da Mina Central, 38 – Cidade Nova Heliópolis, São Paulo – SP

Público Alvo: Alunos do MOVA – Movimento de Alfabetização de Jovens e Adultos (14 a acima de 60 anos)

 

Dia 10 terça: Fábrica de Cultura – Brasilândia

Horário: 15h

Endereço: Av. General Penha Brasil, 02673-000 – Vila Nova Cachoeirinha, São Paulo

Público Alvo: Jovens da Comunidade e frequentadores