Malemolência

Samba, funk e soul se misturam na música de Carlos Dafé

Artista apresenta nesta sexta-feira o show "A Tábua de Esmeralda 45 Anos", com BNegão, Gabriel Moura e A Banda da Gravata Florida

Divulgação
Ícone do Movimento Black Rio, Carlos Dafé segue na ativa agitando o público

São Paulo — Compositor, multiinstrumentista e cantor, Carlos Dafé é o convidado do programa Hora do Rango desta sexta-feira (23), a partir do meio-dia, na Rádio Brasil Atual.

Nascido no subúrbio de Vila Isabel, no Rio de Janeiro, Dafé começou sua carreira artística em 1967. Foi um dos ícones do Movimento Black Rio, ao lado de Tim Maia, Dom Salvador, Cassiano, Gerson King Combo, Lincoln Olivetti, Banda Black Rio, Robson Jorge e Tony Tornado.

O funk e a soul music misturado a malemolência do samba de Dafé, são aclamados pelo público amante da música brasileira. Foi autor do hit “Pra que vou recordar o que chorei”, gravado por Tim Maia, além de ter tido composições suas interpretadas por Cauby Peixoto, Agnaldo Timóteo, Emílio Santiago, Elza Soares, Tânia Alves, Alcione, Nana Caymmi, entre outros.

O programa

Hora do Rango, apresentado por Colibri Vitta e premiado pela Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA), recebe ao vivo, de segunda a sexta-feira, ao meio-dia, sempre um convidado diferente com algo de novo, inusitado ou histórico para dizer e cantar. Os melhores momentos da semana são compilados e reapresentados aos sábados e domingos, no mesmo horário.