Da aula para o palco

Baladas, poesia e ‘mineirices’ marcam o segundo álbum do cantor Marcos Catarina

Convidado desta quarta-feira do Hora do Rango Artista segue na divulgação do disco "Leve", que inclui releituras de músicas do irmão Vander Lee

Jacyra Lage/divulgação
Lançado em 2017, álbum "Leve" mostra o lado mineiro de Marcos Catarina, que largou a carreira de professor para se dedicar à música

São Paulo — O programa Hora do Rango desta quarta-feira (21) recebe, a partir do meio-dia, o cantor e compositor mineiro Marcos Catarina. Formado em história pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pós-graduado em História da Arte, ele deixou de lado a profissão de professor para se dedicar à carreira musical. Em 2014, lançou o primeiro álbum, Entre Canções, com músicas que se caracterizam pela linguagem afro brasileira e seus hibridismos. Com 11 faixas autorais, o disco mostra a influência de artistas do Clube da Esquina e do Vale do Jequitinhonha, como Paulinho Pedra Azul e Saulo Laranjeira.

Seu segundo disco foi lançado em 2017, intitulado Leve. O trabalho reúne baladas e diferentes ritmos brasileiros, com inconfundível sotaque mineiro. Além de parcerias inéditas com compositores da nova geração, o último álbum também apresenta releituras de músicas do irmão de Marcos Catarina, o cantor e compositor Vander Lee, morto em 2016.

Catarina já havia participado do álbum Sambarroco, de Vander Lee, além de ter suas músicas registradas em diversos discos de festivais de música pelo Brasil afora, algumas interpretadas por grandes cantoras da música brasileira, como Dona Jandira e Ivania Catarina.

O programa

Hora do Rango, apresentado por Colibri Vitta e premiado pela Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA), recebe ao vivo, de segunda a sexta-feira, ao meio-dia, sempre um convidado diferente com algo de novo, inusitado ou histórico para dizer e cantar. Os melhores momentos da semana são compilados e reapresentados aos sábados e domingos, no mesmo horário.

Leia também

Últimas notícias