Mente criativa

A arte do poeta e compositor Jean Garfunkel no programa ‘Hora do Rango’

Entre músicas, literatura e narração de histórias, autor apresenta, no estúdio da Rádio Brasil Atual, um pouco de sua longa trajetória nas artes

Sergio Caddah
Poeta e compositor conta no programa histórias de vida e de sua obra eclética

São Paulo — O programa Hora do Rango desta terça-feira (25) recebe o poeta, cantor, compositor, violonista e contador de histórias Jean Garfunkel. O artista tem quatro álbuns lançados em dupla com seu irmão e parceiro Paulo Garfunkel, dois álbuns solo e músicas gravadas por importantes vozes da MPB, como Elis Regina, Maria Rita Menezes, Zizi Possi, Renato Braz e a dupla Pena Branca e Xavantinho. Como letrista, trabalhou com parceiros ilustres, como Léa Freire, Sizão Machado, Mozart Terra, os maestros Moacir Santos e Medaglia e o violonista Yamandú Costa.  

A partir de 2005, Jean Garfunkel começou a viajar para Cordisburgo, terra natal do escritor Guimarães Rosa, e, inspirado em sua obra, criou junto com seu irmão Paulo o O sertão na canção, sinopse cantada do romance Grande Sertão: Veredas.

Em 2006, ao lado da cantora e contadora de histórias Joana Garfunkel, sua filha, e do multi-instrumentista e arranjador Natan Marques, ele criou o projeto “Canto Livro de Música e Literatura”. O projeto trabalha com a oralidade da literatura ao tirar o livro da estante, e transformá-lo num show de música e texto, estabelecendo um vínculo entre a canção e a literatura.

Na temática infantil, Jean Garfunkel compôs a trilha e as canções da obra O Saci, de Monteiro Lobato, Maroquinhas Fru Fru, de Maria Clara Machado e a canção O filhote do filhote, da novela Carrossel, do SBT. 

Sempre inquieto, em 2011 publicou o livro Poemia, com poemas e letras de canções e, no ano seguinte, lançou o álbum 13 Pares e um fado solitário, com repertório que contempla suas parcerias com grandes nomes da música brasileira, entre eles Arismar do Espírito Santo, Léa Freire, Lula Barbosa, Natan Marques, Theo de Barros e o maestro Júlio Medáglia. Em 2017, Jean Garfunkel também lançou o livro Poemania crônica, pela editora Patuá.

Leia também

Últimas notícias