música

Morre a cantora Angela Maria, aos 89 anos, em São Paulo

Cantora estava internada há 34 dias, no Hospital Sancta Maggiore, em decorrência de um quadro de infecção

ebc
angela maria ebc.jpeg

Angela Maria, a Sapoti, foi uma das rainhas do rádio e de estrondoso sucesso entre os anos de 1950 e 1960

Agência Brasil – Aos 89 anos, morreu em São Paulo, a cantora Angela Maria. Ela estava internada há 34 dias, no Hospital Sancta Maggiore em decorrência de um quadro de infecção. O velório e o enterro ocorrerão hoje (30) no Cemitério Congonhas. De acordo com a família, foi um período de sofrimento para a artista.

A cantora morreu na noite deste sábado (29). Em um vídeo, publicado no Facebook, Daniel D’Angelo, marido da cantora, Alexandre, um dos quatro filhos adotivos do casal, e um assessor confirmaram a morte e pediram orações. Também afirmaram que jamais deixarão a estrela dela apagar.

Angela Maria, conhecida como a Sapoti, foi uma das rainhas do rádio e de estrondoso sucesso entre os anos de 1950 e 1960, em um vídeo no Facebook. “É com meu coração partido que eu comunico a vocês que a minha Abelim Maria da Cunha, a nossa Angela Maria, partiu, foi morar com Jesus”, disse Daniel D’Angelo.

Vida

Angela Maria, nasceu em Conceição de Macabu, no Rio de Janeiro. Foi operária e teve várias atividades profissionais, mas sempre quis seguir carreira artística. Mas jamais deixou de cantar.

A artista se consagrou na era dourada do rádio, tornando-se uma referência ao lado de Maysa, Nora Ney e Dolores Duran. Recentemente, a cantora disse que gravou 114 discos e vendeu aproximadamente 60 milhões de exemplares.

Em 2012, tentou seguir carreira política. Candidatou-se a vereadora da cidade de São Paulo, mas não se elegeu. Há três anos foi lançada a biografia “Angela Maria: a eterna cantora do Brasil”, escrita pelo jornalista Rodrigo Faour, que reuniu depoimentos e relatos da cantora.

Relembre entrevista de Angela Maria a Colibri Vitta, na Rádio Brasil Atual

Cantora falou coma a RBA dias antes de se apresentar no Sesc Santo André no ano passado. Era o seu primeiro espetáculo acústicoem 65 anos de carreira. Acompanhada pelo violonista Ronaldo Rayol, Angela apresenta canções consagradas do álbum Angela à Vontade em Voz e Violão, entre elas Nunca (Lupicínio Rodrigues), Retalhos de Cetim (Benito di Paula), Só Louco (Dorival Caymmi) e Manhã de Carnaval (Luiz Bonfá e Antônio Maria). A artista conversou com o jornalista Oswaldo Luiz Colibri Vitta por cerca de 15 memoráveis minutos