Periferia e Arte

CEU Paraisópolis reúne em mostra a riqueza cultural da comunidade

Evento faz parte da Semana de Paraisópolis, que acontece de 14 a 22 de setembro

Arte Paraisópolis

São Paulo – Cerca de 25 organizações que atuam na comunidade de Paraisópolis, na zonal sul de São Paulo, têm promovido ao longo deste ano oficinas de danças populares, artes visuais, produção de vídeo, música e artes cênicas voltadas para educadores, alunos e artistas. O resultado, que valoriza as práticas locais, será apresentado na 8ª Mostra Cultural de Paraisópolis, que começa neste sábado (14), no Centro Educacional Unificado (CEU) do bairro.

Com o tema “Paraisópolis faz história”, o evento é uma das programações da 5ª Semana de Paraisópolis, que será realizada de 14 a 22 de setembro e contará com mostra de cinema (domingo 15), festa de aniversário do bairro (segunda 16), mostra de dança (terça 17), teatro (quarta 18), música (quinta 19), atividades esportivas, de qualificação profissional e lazer (sexta 20), arte-educação e ecologia (sábado 21) e encerramento com oficinas de grafite e rugby (domingo 22).

No dia 15, serão exibidos os curtas Meus 10 Segundos de Paraisópolis, Ponto Cego e Tem Gringo no Morro. Depois da apresentação do longa Reflexões de Liquidificador, haverá um debate com o diretor André Klotzel. Outro destaque da Semana de Paraisópolis é o espetáculo O Mundo Mágico de Ooohs, com participação do rapper Dexter. No dia 19 serão oferecidas aulas abertas com Marcelo Pretto, dos Barbatuques, e com o maestro da Orquestra Filarmônica de Paraisópois, Paulo Rydlewski.

Para ficar na memória

A Mostra Cultural é uma iniciativa da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis (UMCP), que representa a rede formada pelas organizações sociais, educativas, culturais e os artistas da comunidade. Para Gilson Rodrigues, presidente da associação e um dos curadores dos eventos, essa é uma forma de comemorar os 30 anos da UMCP. “A associação nasceu com o objetivo de transformar a favela em bairro, na nova Paraisópolis que sonhamos. A ideia da mostra é chamar a atenção da sociedade para o que tem de rico e de bonito de Paraisópolis, mas também para as necessidades”, afirma Rodrigues.

A associação de mulheres do bairro vai promover a exposição A História das Donas de Paraisópolis; o Instituto Entreatos de Promoção Humana realiza a intervenção Conte Sua História; no palco externo do CEU se apresentam, entre outras, as bandas Bamba Jam, Complex Peace e Cronos e o anfiteatro recebe a Orquestra Sinfônica de Paraisópolis e o Ballet Paraisópolis.

Um dos projetos que será lançado no evento é o roteiro turístico Paraisópolis das Artes. “A gente quer mostrar o que tem de bom na favela, até para que as pessoas possam ajudar a transformar. A gente sabe que a favela vai viver na cabeça das pessoas. Daqui a 30 anos, Paraisópolis vai ser um bairro, mas quando as pessoas passarem pela Avenida Giovanni Gronchi, elas vão falar ‘Olha lá a Favela Paraisópolis’. Ou seja, a favela vai viver na cabeça das pessoas, mas a gente quer que, de fato, ela deixe de existir aqui, com ações do governo de infraestrutura, ações educacionais, culturais e tudo o que precise para que seja transformado em um bairro de verdade.”

Confira a programação completa da 8ª Mostra Cultural e da 5ª Semana de Paraisópolis. Todas as atividades são gratuitas e abertas à visitação. O CEU Paraisópolis fica na Rua Dr. José Augusto Souza e Silva, s/n, tel. 3501-5660.

Cartaz

programação