Alceu Valença revisita clássicos e faz homenagem a Luiz Gonzaga

Em São Paulo

Divulgação
Alceu V.jpg

O cantor e compositor Alceu Valença volta a mostrar sua arte em São Paulo

São Paulo – Ele desceu ladeiras, previu o futuro, saiu do agreste pernambucano e leva sua inconfundível sonoridade para o mundo desde a década de 1970, quando gravou seu primeiro disco Quadrafônico, com Geraldo Azevedo. O tempo passou e, mesmo do alto de seus 67 anos, Alceu Valença não para. Desta vez, ele aterrissa em São Paulo para fazer três shows no Sesc Ipiranga, de 25 a 27 de setembro.

O herdeiro musical de Jackson do Pandeiro e do rei do baião, Luiz Gonzaga, Alceu homenageia os mestres com uma leva de canções que evocam suas raízes: Sabiá, Baião, Vem Morena e Xote das Meninas, do Gonzagão, e O Canto da Ema, do repertório de Jackson. Do próprio repertório, o pernambucano traz alguns de seus maiores sucessos: Tropicana, Anunciação, Coração Bobo, Pelas Ruas que Andei, Belle du Jour, Táxi Lunar, Como Dois Animais, Cabelo no Pente e Embolada do Tempo.

Alceu anima o ginásio do Sesc Ipiranga ao lado de Paulo Rafael (guitarra), Tovinho (teclados), Nando Barreto (baixo), Cássio Cunha (bateria) e André Julião (sanfona). Nada de mesas nem cadeiras. Os 600 ingressos que foram colocados à venda são, na verdade, um convite para um show no melhor estilo Alceu Valença: em pé, para “forrofiar” à vontade, como diz a letra de Forró de Olinda (de Aracílio de Araújo e João de Lima, gravado no álbum Forró de Todos os Tempos).

Enquanto o filme não vem

Revisitando a canção Cabelo no Pente, Alceu “repisa” as ruas de seu passado musical enquanto não chega às telas o primeiro filme escrito e dirigido por ele, A Luneta do Tempo, que tem lançamento previsto para 2014, segundo a assessoria de imprensa da Tropicana, a produtora do cantor.

Assim como a obra musical de Alceu, a trama do longa-metragem tem amor e cangaço, violeiros, circo e grupos de forró, enfim, todos os elementos afetivos que formam a identidade cultural do Nordeste.

Serviço

Show de Alceu Valença

Quando: 25 de setembro (quarta) às 16h; 26 (quinta) e 27 (sexta) às 21h

Onde: Ginásio do Sesc Ipiranga – Rua Bom Pastor, 822, São Paulo (SP)

Quanto: R$ 4,80 (comerciário), R$ 12 (meia-entrada) e R$ 24 (inteira)

Mais informações: (11) 3340-2000