Você está aqui: Página Inicial / Copa 2018 / Suécia x Suíça e Colômbia x Inglaterra: Copa define últimas vagas das quartas

Rússia 2018

Suécia x Suíça e Colômbia x Inglaterra: Copa define últimas vagas das quartas

Únicos campeões mundiais do seu lado da chave, ingleses entram como favoritos para carimbar a vaga, enquanto suecos e suíços fazem duelo equilibrado
por Redação RBA publicado 03/07/2018 10h12, última modificação 03/07/2018 12h02
Únicos campeões mundiais do seu lado da chave, ingleses entram como favoritos para carimbar a vaga, enquanto suecos e suíços fazem duelo equilibrado
Brazil Photo Press//Rodolfo Buhrer/La Imagem/Fotoarena/Folhapress
suécia - inglaterra.jpg

Únicas finalistas de seu lado da chave, Suécia e Inglaterra entram como favoritas em seus duelos

São Paulo – Suécia e Suíça abrem hoje (3) a última rodada das oitavas de final da Copa do Mundo de futebol, disputada na Rússia. O duelo entre dois dos países mais desenvolvidos do mundo será às 11h (de Brasília), na Arena Zenit, em São Petersburgo. O vencedor avança para as quartas e enfrenta o vencedor de Colômbia e Inglaterra, que jogam às 15h.

O técnico sueco, Janne Andersson, não poderá contar com o volante Sebastian Larsson, suspenso por ter recebido o segundo cartão amarelo. Larsson é o único jogador entre os 23 convocados a jogar no seu país. Ele deve ser substituído por Gustav Svensson. Já a equipe comandada pelo técnico Vladimir Petkovic se apoia nos meias Xhaka e Shaqiri. Dois de seus outros destaques estão fora do jogo, por suspensão: o zagueiro Schaer e o lateral-direito Lichtsteiner, que tambémfoi o capitão do time em campo durante a primeira fase. Djourou e Michael Lang serão os substitutos, respectivamente.

A Suíça vai para a disputa com o objetivo de alcançar as quartas de final de uma Copa após 64 anos. A última vez que chegou a essa fase foi em 1954, quando o país foi sede do Mundial e terminou na quarta posição. A Suécia tem histórico de maior sucesso em Copas e luta para chegar às quartas de final depois de 24 anos. A última vez foi nos Estados Unidos, em 1994, quando chegaram às semifinais e foram derrotados pelo Brasil – terminaram aquela campanha em terceiro lugar.

O retrospecto entre ambas as seleções é equilibrado. São 11 vitórias suíças contra 10 suecas, com sete empates. Em 98 anos de história de confrontos entre os times nacionais, este será o primeiro em Copas.

Colômbia x Inglaterra

Única campeã mundial do seu lado da chave, a Inglaterra entra como favorita no duelo contra a Colômbia, às 15h, em Moscou. Os ingleses esperam contar com mais uma boa atuação do artilheiro da Copa, Harry Kane, com cinco gols em dois jogos.

Por outro lado, os europeus levam à campo um retrospecto negativo: desde a vitória sobre o Equador, nas oitavas de final da Copa de 2006, não vencem uma partida de mata-mata em Mundiais. O time inglês tem sofrido eliminações na primeira fase, como no Mundial de 2014, ou nos primeiros jogos eliminatórios, como na Copa de 2010 e nas Eurocopas de 2012 e 2016.

Mas há uma boa notícia para os ingleses. O técnico Gareth Southgate confirmou o retorno de Dele Alli, recuperado de problema muscular, após ficar fora das partidas contra Tunísia e Bélgica.

Se a Inglaterra tenta confirmar o favoritismo, a Colômbia quer ao menos repetir sua melhor campanha em Copas – a disputa das quartas de final na Copa de 2014, quando foi desclassificada pelo Brasil. Entretanto, o caminho pode ser mais complicado, caso o técnico Jose Pekerman não possa contar com o meia James Rodriguez, que não treina com bola desde a última sexta-feira (28), com fadiga muscular.

Uma das curiosidades do jogo é o duelo entre dois colegas de equipe: o zagueiro colombiano do Tottenham, Davinson Sánchez, contra o companheiro Harry Kane. "Estou feliz pelo Harry porque ele está em um grande momento, mas como vou jogar contra ele, vou tentar pará-lo", disse em coletiva, ontem (2).

As duas seleções se enfrentaram apenas uma vez em Copa do Mundo. A disputa foi durante a fase de grupos do Mundial da França, em 1998, com vitória por 2 a 0 dos ingleses.

Os vencedores dos confrontos se juntam aos seis já classificados para as quartas de final: Uruguai x França, que jogam sexta-feira (6), às 11h; Brasil x Bélgica, no mesmo dia, às 15h; e Rússia x Croácia, às 15h, sábado (7).