Você está aqui: Página Inicial / Copa 2018 / Inglaterra vence Colômbia e fecha classificados para as quartas de final

oitavas de final

Inglaterra vence Colômbia e fecha classificados para as quartas de final

Jogo tenso, cheio de paralisações, discussões e empurra-empurra dos dois lados terminou com vitória da seleção vermelha
por Redação RBA publicado 03/07/2018 18h16, última modificação 04/07/2018 07h49
Jogo tenso, cheio de paralisações, discussões e empurra-empurra dos dois lados terminou com vitória da seleção vermelha
Marcelo Machado de Melo/Fotoarena/Folhapress
copa

Kane marca de pênalti e abre o placar para a Inglaterra no segundo tempo. Ele se isolou na artilharia da Copa

São Paulo – Jogo truncado, decisão por pênaltis. A partida entre Colômbia e Inglaterra, a última das oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia, acabou vencida pelos ingleses, por 4x3, nos pênaltis, após empate em 1x1 no tempo normal e na prorrogação. Com o resultado, a Inglaterra vai enfrentar a Suécia no próximo sábado (7), às 11h, em Samara. Quem passar enfrenta o vencedor de Rússia e Croácia. Agora, todos os duelos das quartas estão definidos, com seis europeus e dois sul-americanos.

Nas cobranças de pênaltis, os colombianos perderam duas: Uribe chutou no travessão e o goleiro inglês Pickford pegou a cobrança de Bacca. Ospina, arqueiro da Colômbia, pegou a cobrança de Henderson.

O árbitro da partida teve trabalho para conter os ânimos e o empurra-empurra entre colombianos e ingleses. Apenas para formação de uma barreira em uma falta aos 40 minutos do primeiro tempo foram três minutos de agarrões e bola parada.

O jogo no estádio do Spartak, em Moscou, teve primeiro tempo morno, com domínio inglês, mas sem grandes chances de gol. A seleção teve cinco escanteios em menos de 10 minutos, mas não levou perigo ao gol colombiano. A torcida colombiana vaiou os ingleses todo o tempo, quando estes tinham a posse de bola.

Os gols só saíram na segunda etapa. Em cobrança de escanteio, o zagueiro colombiano Carlos Sánchez agarrou o atacante inglês Harry Kane, artilheiro do Mundial, com seis gols. O lance foi na frente do árbitro Mark Geiger: pênalti. O próprio centroavante bateu no meio do gol e abriu o placar.

Após o gol, o jogo voltou a ficar truncado, sem grandes chances de gol de ambas as equipes. Por outro lado, a tensão foi tomando conta, sobretudo da Colômbia, cujos jogadores várias vezes cercaram o árbitro para reclamar.

Somente nos últimos 10 minutos a Colômbia resolveu pressionar a Inglaterra, ainda assim, sem efetividade. A equipe sul-americana não teve criatividade para vencer a defesa inglesa e apostou em lançamentos longos e nos contra-ataques. Mas sem sua principal arma, James Rodrigues, lesionado, pouco conseguiu criar diante de uma Inglaterra marcando avançada.

Aos 46 minutos, o volante colombiano Uribe bateu forte de fora da área e o goleiro Pickford fez uma bela defesa, espalmando pela linha de fundo. No escanteio, o zagueiro Mina subiu para fazer seu terceiro gol de cabeça na competição. E levar o jogo para a prorrogação.

O jogo ficou mais dinâmico. E mais desesperado. Os goleiros jogaram como líberos e o bate-rebate virou regra, com briga intensa pela posse de bola. A Inglaterra seguiu dominando e a melhor chance foi aos 6 minutos do segundo tempo da prorrogação, quando o lateral-esquerdo Danny Rose recebeu na área e bateu cruzado. A bola passou raspando a trave. E o jogo ficou no 1 a 1.

Confira como ficaram os jogos das quartas.

Sexta (6)

11h, Uruguai x França

15h, Brasil x Bélgica

Sábado (7)

11h, Suécia x Inglaterra

15h, Rússia x Croácia