Você está aqui: Página Inicial / Copa 2018 / No melhor jogo da Copa, França faz 4 a 3 na Argentina e passa às quartas de final

sem tango

No melhor jogo da Copa, França faz 4 a 3 na Argentina e passa às quartas de final

Vitória teve atuação do atacante Mbappé, de 19 anos. Marcou dois gols e sofreu um pênalti. França espera vencedor de Portugal x Uruguai. E Messi de despede de mais uma Copa
por Redação RBA publicado 30/06/2018 13h30, última modificação 30/06/2018 13h37
Vitória teve atuação do atacante Mbappé, de 19 anos. Marcou dois gols e sofreu um pênalti. França espera vencedor de Portugal x Uruguai. E Messi de despede de mais uma Copa
Photo Press/Folhapress
messi contra fr.jpg

Messi: craque tem 31 anos e esta pode ter sido sua última Copa

São Paulo – A França vai às quartas de final da Copa da Rússia depois de despachar a Argentina neste sábado (30), com vitória de 4 a 3 na Arena Kazan. A vitória foi marcada pela atuação do atacante Kylian Mbappé, que anotou dois gols e sofreu um pênalti no primeiro tempo.

O time Francês começou o jogo de maneira eletrizante, com forte marcação no campo de ataque, trocas rápidas de passe e muita velocidade nos contra-ataques. O primeiro gol francês, do atacante Griezmann, do Atlético de Madrid, resultou de um pênalti sofrido pelo jovem atacante do Paris Saint-Germain, de 19 anos, depois de conduzir a bola desde a intermediária defensiva até a área argentina.

A Argentina empatou ainda no primeiro tempo, com golaço de Di Maria de fora de área, e virou logo aos 2 minutos do segundo, depois de chute de Messi desviado por mercado. A França chegou ao empate com belíssimo chute de primeira de Pavard, nove minutos depois. 

A Argentina sofreu por alguns minutos um apagão, à lá Brasil contra a Alemanha, e tomou dois gols fulminantes de Mbappé, aos 19 e aos 24 minutos. Quando Aguero conseguiu reduzir para 4 a 3, já nos acréscimos, era tarde. Os argentinos, com time mais rodado e pesado, até conseguiram de bola por mais tempo. 

Mas a juventude, velocidade e qualidade técnica dos franceses prevaleceram. O técnico Jorge Sampaoli tinha no banco um dos principais atacantes da atualidade, Paulo Dybala, da Juventus de Turim. E no banco ele permaneceu. 

A França vai enfrentar o vencedor de Portugal e Uruguai, que jogam às 15h deste sábado.