Você está aqui: Página Inicial / Copa 2018 / Brasil e Bélgica se enfrentam por vaga na semi

copa do mundo

Brasil e Bélgica se enfrentam por vaga na semi

Belgas são donos do melhor ataque da competição, mas enfrentam o forte o sistema defensivo brasileiro, que sofreu apenas um gol
por Redação RBA publicado 06/07/2018 07h37, última modificação 06/07/2018 08h08
Belgas são donos do melhor ataque da competição, mas enfrentam o forte o sistema defensivo brasileiro, que sofreu apenas um gol
LUCAS FIGUEIREDO/CBF
Seleção Brasileira

Seleção brasileira despertou dúvidas em sua estreia mas, passados quatro jogos, se tornou uma das favoritas ao título da Copa do Mundo

São Paulo – O Brasil entra em campo, nesta sexta-feira (6), contra a Bélgica, às 15h (de Brasília), em Kazan, em busca da classificação para as semifinais da Copa do Mundo de futebol, disputada na Rússia. O jogo marca o duelo do melhor ataque da competição, liderado pela geração belga, contra uma das defesas menos vazada e que ainda aposta no poder ofensivo de Neymar. O vencedor enfrenta França ou Uruguai, que se jogam horas antes, às 11h (de Brasília), em Nizhny Novgorod.

Uma das novidades para o jogo é a volta do lateral-esquerdo Marcelo, que ficou fora por duas partidas com dores na lombar. O técnico Tite também anunciou, ontem (5), que volante Fernandinho substituirá Casemiro, suspenso com dois cartões amarelos, e que o zagueiro Miranda será o capitão da equipe para o duelo. É a segunda vez que o defensor comanda a equipe na Copa do Mundo – a primeira foi na partida contra a Sérvia.

Douglas Costa está disponível para o jogo, após 11 dias fora por conta de lesão muscular. Ele já está liberado pelo departamento médico e estará no banco de reservas. Por outro lado, a Copa acabou para o lateral direito Danilo, que sofreu uma lesão no ligamento do tornozelo esquerdo durante o treinamento desta quinta-feira. Mesmo assim o jogador segue com o grupo na Rússia até o fim da participação da seleção brasileira.

As duas seleções vivem situações opostas dentro e fora de campo. O time belga, comandado por vários craques, começou o Mundial com tudo, vencendo bem suas três partidas da fase inicial. Porém, a vitória sofrida contra o Japão, por 3 a 2, nas oitavas, mostrou a fragilidade defensiva do time – já são quatro gols sofridos.

Mesmo com o melhor ataque da competição, com 12 tentos anotados, os Diabos Vermelhos enfrentarão uma defesa que sofreu apenas um gol na competição e que possui uma equipe equilibrada. Se o Brasil iniciou o torneio criando dúvidas ao seu torcedor, hoje, o time é considerado o principal candidato ao título deste ano.

A Seleção também precisa entrar em campo atenta com os cartões amarelos. Após perder Casemiro no último jogo, os atacantes Neymar e Philippe Coutinho e o lateral-esquerdo Filipe Luis podem ficar fora da semi-final, caso sejam punidos com cartão. A Bélgica também tem seus pendurados, são eles: Tielemans, Meunier, Dendoncker, Vertonghen e o craque Kevin De Bruyne.

Outro destaque que chama a atenção do time canarinho para o jogo de hoje será a atuação de Gabriel Jesus. Contestado pela falta de gols, mas elogiado pela aplicação tática, o jovem atacante sofre com a sombra de Roberto Firmino, que já marcou um gol (contra o México) e vive boa fase na carreira.

Na coletiva na manhã de ontem, Tite confirmou Gabriel como titular. "O jogo vai se desenhando e as circunstâncias conforme o jogo. A versatilidade do Gabriel nos permitiu ajustar a equipe, e todos os atletas têm sido decisivos", disse o técnico brasileiro.

Brasil e Bélgica já se enfrentaram quatro vezes na história e apenas uma delas foi em Copas. São três vitórias canarinho contra apenas uma belga. O duelo mais marcante foi nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2002, quando o Brasil venceu por 2 a 0.