Promete

Iguais em tudo, Inglaterra e Bélgica decidirão grupo G

Harry Kane marca três vezes em goleada sobre o Panamá e assume artilharia isolada. Ingleses chegaram ao seu maior resultado em Copas, enquanto Panamá festeja ter marcado pela primeira vez em mundiais

Thiago Bernardes/FramePhoto/Folhapress
kane copa 2018

Harry Kane, atacante da seleção da Inglaterra, marcou três contra o Panamá, em Níjni Novgorod, pela Copa da Rússia, e passou Cristiano Ronaldo e Lukaku na artilharia

São Paulo – A seleção inglesa goleou a do Panamá por 6 a 1, encerrando a segunda rodada do grupo G da Copa do Mundo de futebol, disputada na Rússia, em partida disputada em Nijni Novgorod, na manhã de hoje (24), pelo horário de Brasília. O resultado coloca o time da Inglaterra em igualdade absoluta de condições com a Bélgica contra a qual joga na quinta-feira (28) para a definição da classificação e que ontem chegou à segunda vitória consecutiva, também com goleada, sobre a Tunísia.

Destaque da partida para o atacante Harry Kane, que fez três gols e se isolou na artilharia, com cinco gols marcados. Ele é seguido por Cristiano Ronaldo, de Portugal, e Lukaku, da Bélgica, ambos com quatro cada. Os outros gols da goleada – o maior resultado da equipe em copas – foram marcados por Stones, que fez dois, e Lingard. O zagueiro Felipe Baloy, que já passou por Grêmio e Atlético-PR, fez o histórico primeiro gol panamenho em um mundial de seleções e festejou com a torcida, presente em bom número à arena.

Inglaterra e Bélgica têm seis pontos ganhos, oito gols marcados e dois sofridos. Pelos critérios de desempate, os ingleses começam a partida decisiva, em Kaliningrado, com vantagem no número de cartões amarelos – dois, contra três para os belgas. Eliminados, Panamá e Tunísia apenas cumprem tabela, no mesmo dia e horário, em Saransk.