Solidariedade

Metalúrgicos do ABC arrecadam 20 toneladas de alimentos para famílias carentes

Drive Thru Solidário contou com participação do ex-presidente Lula. Campanha continua e no sábado arrecadação será na regional do sindicato em Diadema

Adonis Guerra / SMABC
"Combater a fome e auxiliar aqueles que mais precisam faz parte da vida de cada um de nós", afirmou o presidente do sindicato, Wagner Santana.

São Paulo – O Drive Thru Solidário dos Metalúrgicos do ABC, realizado sábado (17), na sede do sindicato, em São Bernardo do Campo, arrecadou 20 toneladas de alimentos e produtos de higiene e limpeza. As doações, feitas por trabalhadores da categoria e moradores, serão entregues a famílias necessitadas por meio de entidades assistenciais e movimentos sociais que atuam na região.

Um “morador ilustre” de São Bernardo reforçou a campanha de arrecadação de alimentos dos metalúrgicos. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva levou sua contribuição à campanha. Ele lamentou a situação vivida pelo Brasil hoje, lembrando que em 2012 o país havia saído do Mapa da Fome. “No mesmo momento em que me sinto alegre em poder contribuir eu me sinto triste de saber que um país do tamanho do Brasil, com a capacidade produtiva que tem o Brasil, com o conhecimento tecnológico na agricultura que tem o Brasil, não precisava estar passando necessidade”, ressaltou o ex-metalúrgico.

Campanha continua

A campanha dos metalúrgicos #NaLutaContraAFome mobiliza a categoria desde o início do mês e continua nas próximas semanas. Além dos pontos de arrecadação instalados nas fábricas, no próximo sábado (24) haverá mais um drive thru solidário, desta vez na regional de Diadema do sindicato.

Da mesma maneira, as doações poderão ser entregues de dentro dos carros, seguindo todos os protocolos de distanciamento e limpeza. Como toda a segurança contra a covid-19.

“A solidariedade sempre foi uma marca da nossa categoria. É muito bom saber que continua sendo assim. Ser solidário num instante de pandemia é exercer a humanidade. É aquilo para o qual o ser humano foi criado que é o trabalho comunitário, social e coletivo”, assim o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Wagner Santana, o Wagnão, agradeceu a participação dos trabalhadores e moradores da região. E ressaltou que ajudar, nesse momento, é ser “humano”.

“Não entendemos isso como algo a comemorar, mas como parte do nosso papel. Combater a fome e auxiliar aqueles que mais precisam faz parte da vida de cada um de nós. Nossa categoria tem a percepção de que a vida dos outros é tão importante quanto a sua”, destacou Wagnão.