Vencedores do 42º Prêmio Vladimir Herzog participam de cerimônia neste domingo

No sábado, jornalistas participam da tradicional roda de conversa sobre os bastidores das reportagens premiadas

Reprodução
Edição deste ano do Prêmio Vladimir Herzog teve recorde de trabalhos inscritos

São Paulo – Pela primeira vez, a entrega do 42º Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos será virtual. Com transmissão pelo Youtube, a cerimônia de premiação será no próximo domingo (25). No sábado, os vencedores participam da tradicional roda de conversas para contar os detalhes da produção dos trabalhos jornalísticos premiados.

Os vencedores foram anunciados em 17 de outubro. Esta edição contou com recorde de participação, com 1.060 produções, que foram analisadas por 36 profissionais, representantes das 14 entidades que compõem a Comissão Organizadora.

Os jornalistas concorreram em seis categorias: Artes, Fotografia, Produção jornalística em texto, Produção jornalística em vídeo, Produção jornalística em áudio e Produção jornalística em multimídia. Além do prêmio principal, também há menções honrosas em cada uma delas. (Confira aqui a lista completa)

A jornalista Cristina Zahar, secretária-executiva da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e representante da organização na comissão, afirmou que prêmio demonstra que o jornalismo de qualidade “segue vivo”.

“Num momento tão crucial para a liberdade de expressão e de imprensa no Brasil, é muito gratificante ter essa quantidade enorme de trabalhos escritos”, afirmou Cristina em entrevista ao Jornal Brasil Atual, nesta quinta-feira (20). Dentre os temas dos trabalhos vencedores, ela destacou o combate ao racismo, ao trabalho análogo à escravidão e a preservação ambiental.

A roda de conversas com os ganhadores será no sábado (24), a partir das 16h. Já no domingo (25), a solenidade de premiação ocorrerá a partir das 18h. Os espectadores podem acompanhar ambas as transmissões no canal do Youtube do Prêmio Vladmir Herzog.

Assista à entrevista

Redação: Tiago Pereira. Edição: Glauco Faria