Luta de todos

MST oferece Centro de Formação Paulo Freire como hospital de campanha em Caruaru

Além disso, direção estadual do movimento tem orientado campanhas solidárias em Recife, Caruaru e Petrolina

Matheus Alves/Brasil de Fato
Centro tem mais de 50 quartos no setor de hospedagem, seis salas de aula e um auditório com capacidade para 800 pessoas. Ele fica localizado no Assentamento Normandia, no agreste do estado

Brasil de Fato – O espaço de formação política e educacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em Caruaru (PE), o Centro Paulo Freire, foi colocado à disposição do governo estadual para servir como hospital de campanha para os pacientes diagnosticados com a covid-19.

A decisão foi formalizada em ofício nesta segunda-feira (30) e é um reforço para o Sistema Único de Saúde (SUS) dar conta do número de pacientes infectados nesta pandemia em Pernambuco. 

O centro tem mais de 50 quartos no setor de hospedagem, seis salas de aula e um auditório com capacidade para 800 pessoas. Ele fica localizado no Assentamento Normandia, no agreste do estado, e é utilizado pelo movimento promover a educação popular e a formação de professores e coordenadores do movimento.

Ações de solidariedade

Disponibilizar o centro de formação para funcionar como hospital provisório faz parte da campanha Mãos Solidárias, da Frente Brasil Popular, lançada também nesta segunda-feira (30). A campanha consiste em diversas tarefas, como distribuição de marmitas para a população em situação de rua, fabricação de máscaras artesanais, distribuição de cestas básicas para acampados e comunidades da periferia em situação de risco. 

Além disso, a direção do MST em Pernambuco tem orientado suas bases no estado para manter a produção de alimentos saudáveis e medicamentos caseiros e artesanais, como tinturas, chás, xaropes para melhorar a imunidade. Também orientaram todos os assentados a organizarem e produzirem hortas medicinais, produtos orgânicos, sobretudo para a produção e consumo da própria família.

Os agentes e médicos do setor de saúde do MST também estão acompanhando as famílias dos assentamentos e acampamentos  com medidas de prevenção ao coronavírus, em especial as casas em que vivem pessoas na faixa de risco, como idosos, recém-nascidos e doentes.

Já no Recife, o Armazém do Campo, espaço de comercialização de produtos da reforma agrária coordenado pelo MST, vem realizando a campanha Marmita Solidária. A ação distribui refeições para as pessoas em situação de rua. Em cinco dias de ação, mais de 6 mil marmitas foram distribuídas.

Esta campanha é uma articulação da Frente Brasil Popular, com apoio da Arquidiocese de Olinda e Recife. Os voluntários seguem rigorosamente as medidas de segurança, higiene e prevenção ao coronavírus.